Remanescente de final olímpica, Oscar pede atenção contra o México

Meia da seleção foi um dos que estavam presentes na decisão dos Jogos de 2012; brasileiros acabaram perdendo por 2 a 1

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Oscar quer Brasil ligado em confronto contra o sempre perigoso selecionado mexicano
DOUGLAS MAGNO/O TEMPO
Oscar quer Brasil ligado em confronto contra o sempre perigoso selecionado mexicano

Fortaleza (CE). Nesta terça-feira, a seleção brasileira volta a enfrentar o México, adversário indigesto e que ainda está engasgado para alguns jogadores brasileiros. Na grande decisão dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, a equipe tricolor acabou vencendo o Brasil por 2 a 1, com dois gols de Oribe Peralta. O meia Oscar, um dos remanescentes daquele duelo, almeja uma história diferente no Castelão, em Fortaleza.

"Fico triste de ter perdido aquele jogo. Era uma medalha de ouro que o Brasil nunca conquistou e perdemos na final. Sabemos que o México é muito bom. Sempre trouxe dificuldades para a seleção e não será diferente no próximo jogo. Esperamos entrar atentos para conseguir um bom resultado", afirmou.

Mais aliviado após o gol contra a Croácia e uma atuação convincente, Oscar espera manter a regularidade com a camisa da seleção brasileira. Com jogadores à altura no banco de reservas, qualquer brecha pode ser fatal.

"Gosto de jogar para o time. Isso não é de hoje. Não importa se vai para esquerda, direita, meia, atacante. Comecei bem e espero melhorar cada vez mais. Temos coisas para corrigir e temos de pensar no próximo jogo", disse.

"Não tem titular ou reserva na Seleção. Se eu jogar mal, alguém entra, faz um gol e fica. Futebol é assim. Tenho que provar, fazer mais um belo jogo", completou Oscar.