Por ingressos especiais, brasileiros buscam 'jeitinho' em Fortaleza

Entradas para deficientes, laudos médicos e cadeiras de rodas são oferecidas para jogo do Brasil contra o México

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Fortaleza (CE). Vale tudo para conseguir um ingresso para jogo do Brasil em Copa do Mundo? Em Fortaleza, a resposta beira a imoralidade e é qualificada como crime de estelionato. Nas redes sociais, entradas para deficientes e laudos médicos estão sendo oferecidos para o duelo contra o México, na próxima terça-feira. Existe até a opção de aluguel de cadeira de rodas.

“É o seguinte, o ingresso é de mobilidade reduzida e acompanhante, mas dou o ingresso, declaração do médico e coloco o acompanhante no nome de quem você quiser, e vamos juntos ao estádio, se der algum problema devolvo seu dinheiro”, diz a vendedora.

Nesta oferta, as entradas, que custam R$ 180, eram vendidas por R$ 1.500, incluindo o acompanhante, que recebe um ingresso gratuitamente. Um outro espertinho tinha outra proposta.

“Vendo Brasil x México a R$ 400 cadeirante. E se precisa vendo cadeira de rodas também por 150”, publicou. A oferta também é acompanhada de um laudo para comprovar deficiência e passagem de ida para Fortaleza pelo valor total de R$ 1.000.

Quem compra o ingresso também comete crime, já quer fingir para obter vantagens financeiras pode ser caracterizado como estelionato.

A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), de Fortaleza, já investiga a prática. Na última semana, um homem foi preso na cidade revendendo um ingresso de deficiente e autuado pelo artigo 47 do Estatuto do Torcedor, por venda ilegal acima do valor cobrado originalmente. Em caso de declaração falsa, a Fifa pode rescindir o contrato de compra e venda dos ingressos.