Torcida da Colômbia foi o maior personagem do jogo contra a Grécia

Milhares e representantes do país sul-americano deram importante apoio para vitória do time na estreia da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

No primeiro jogo da Copa no Mineirão, Colômbia venceu a Grécia por 3 a 0
LEO FONTES / O TEMPO
No primeiro jogo da Copa no Mineirão, Colômbia venceu a Grécia por 3 a 0

O Mineirão se vestiu de 'El Campín' na tarde deste sábado. A invasão colombiana foi tamanha, antes mesmo do jogo começar, que o Gigante da Pampulha pôde ser comparado a qualquer estádio de grande porte do país sul-americano, fanático pelo futebol.

A festa começou ainda do lado de fora com uma verdadeira legião de torcedores gritando o nome do seu país antes dos portões serem abertos. A força amarela, que teve ajuda de brasileiros vestidos com a camisa da seleção canarinho, ficou mais evidente ainda no momento do hino, que foi cantado pelas centenas de torcedores que foram a grande maioria dentro do Mineirão.

A força das vozes colombianas unidas chegou a arrepiar até mesmo quem era um mero espectador. Nem mesmo o fim da gravação com o hino foi suficiente para calar os torcedores, que entoaram a música até sua parte final, a exemplo da seleção brasileira de Felipão.

Poucos espaços acabaram sendo ocupados pelos gregos, que tentaram compensar a diferença numérica com muitos gritos de apoio. Mas a disparidade era gigantesca e ficou complicado para os europeus não terem seus cânticos abafados por tantas vozes colombianas reunidas. Ao todo, foram 57.174 presentes.

O apoio colombiano surtiu efeito dentro de campo com o time de Jose Pekerman partindo pra cima dos adversários com poucos segundos de bola rolando. O gol de Armero logo aos 4min retribuiu o calor da torcida, que nem teve tempo de sofrer com a falta de gols. A 'ola' logo apareceu para comemorar a abertura do placar. A sequência do jogo reservou uma nítida qualidade técnica dentro de campo, mas que não desanimou os torcedores nas arquibancadas.

Ainda no primeiro tempo, muitos atleticanos e cruzeirenses resolveram mostrar que estavam presentes com canções que normalmente são escutadas em jogos do Campeonato Mineiro e Brasileiro. A 'invenção de moda', logo perdeu força, voltando a dar espaço para torcedores das duas seleções.

Sentindo-se em casa, a Colômbia não teve dificuldades para ampliar o placar e tomar conta do jogo, confirmando a previsão da maioria que não se cansou de repetir a música 'ole ole, ola ola, a Colômbia vai ganhar'.

Antes do apito final, os brasileiros presentes entoaram 'eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor', para não deixar dúvidas sobre quem era o verdadeiro dono do estádio.

Leia tudo sobre: colômbiatorcidacolombianosfestatorcedoreshinocapelagol