Mais de 7 milhões de eleitores vão às urnas escolher novo presidente

Na primeira transferência democrática do país pós-Taleban, afegãos escolhem sucessor de Hamid Karzai

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Apesar das ameaças de ataques do grupo Taleban, em boicote ao segundo turno das eleições presidenciais no Afeganistão, mais de 7 milhões de eleitores (cerca de 60% do eleitorado) compareceram às urnas neste sábado (14).

A jornada eleitoral terminou com um saldo de 46 mortes.

As seções eleitorais abriram às 7h locais (23h30 da sexta-feira, no horário de Brasília) e fecharam às 16h (8h30), de acordo com o presidente da Comissão Eleitoral afegã, Ahmad Nuristani.

O pleito deve eleger o sucessor de Hamid Karzai, nas primeira transferência democrática do país. Os candidatos são o ex-líder da resistência anti-talibã Abdullah Abdullah e o tecnocrata Ashraf Gani, os mais bem votados no primeiro turno, no dia 5 de abril, enquanto outros seis foram eliminados.

As eleições acontecem em um momento no qual as tropas da OTAN no Afeganistão estão em pleno processo de retirada e transferindo gradualmente as competências de segurança para a polícia e o Exército afegãos.

No entanto, os Estados Unidos anunciaram que manterão 9,8 mil soldados no país até a conclusão total de sua saída no fim de 2016.

Folhapress

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave