Com show da torcida, Colômbia vence na estreia do Mineirão em Copas

Colombianos deram show no Gigante da Pampulha e foram retribuídos com uma atuação convincente da equipe dentro de campo no confronto com os gregos pela abertura do grupo C do Mundial

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro |

Uma emoção indescritível. Um momento histórico. Foi assim que o Mineirão recebeu e eternizou seu primeiro jogo de Copa do Mundo. O estádio, que já havia recebido grandes jogadores e duelos marcantes de competições importantes, agora entra para o mapa dos grandes palcos que já tiveram a honra de sediar partidas válidas pelos Mundiais.

Para coroar este sábado, 14 de junho de 2014, um espetáculo protagonizado por torcedores colombianos e retribuído em campo após 16 anos fora da competição.  O placar de 3 a 0 não determina quem está classificado, nem tampouco se as duas equipes chegarão longe, mas foi a coroação de um povo que não mediu esforços para estar presente e empurrar sua equipe.

Quem não sabia o local do compromisso e apenas viu imagens, poderia facilmente achar que se tratava do El Campín, em Bogotá, ou do Atanasio Girardot, em Medellín. Mas não. Era o Gigante da Pampulha colorido de amarelo, pulsando e cantando a plenos pulmões com milhares de colombianos fanáticos que se sentiram dentro da própria casa.

Dentro de campo o clima não era muito diferente, com duas seleções de escolas distintas, mas com a mesma vontade de arrancar com vitória no Mundial para encaminhar a classificação. Um jogo pegado, rápido, e com chances de gol, como manda o figurino da competição. De um lado a técnica e a velocidade colombiana, do outro a aplicação tática grega.

Melhor para a empolgação dos "cafeteros", que logo foi traduzida em explosão de alegria com o gol marcado pelo lateral-esquerdo Pablo Armero, numa bela trama ofensiva que ainda envolveu passe de Cuadrado e corta-luz de Rodríguez antes da finalização. O estádio foi à loucura e a comemoração aconteceu com a famosa dancinha “Armeration” do ex-palmeirense.

A festa só não foi mais completa porque faltou o ídolo Falcao García dentro de campo, já que ele viu o jogo em uma das cabines do Mineirão. O que não quer dizer que a camisa 9 colombiana não foi bem representada. Teo Gutierrez honrou o artilheiro lesionado e mandou para a rede depois de cobrança de escanteio. Faltava a chave de ouro para fechar, e ela veio aos 47 min com uma pintura. Cuadrado rolou de calcanhar para Rodríguez bater com categoria.

Uma tarde inesquecível para os amantes do mundo da bola, para os brasileiros que também cantaram o orgulho pelo país no fim do jogo, mas ainda mais memorável para os torcedores colombianos que guardarão para o sempre o dia em que participaram da história do Mineirão como protagonistas. Que lindo é futebol. Que grande foram os colombianos.

COLÔMBIA X GRÉCIA

Motivo: 1ª rodada do grupo C Estádio: Mineirão Árbitro: Mark Geiger (EUA) Gols:  Armero (6’/1ºT), Gutierrez (12’/2°T) Cartões amarelos:  Sánchez (COL); Sokratis, Salpingidis (GRE) Público: 57.174

COLÔMBIA Ospina, Zuñiga, Zapata, Yepes e Armero (Arias); Sánchez, Aguilar (Mejia), Rodríguez, Cuadrado e Ibarbo; Gutierrez. Técnico: Jose Pekerman

GRÉCIA Karnezis, Torosidis, Manolas, Papatathopoulos e Cholevas; Maniatis, Katsouranis, Kone (Karagounis) e Salpingidis (Fetfatzidis); Gekas (Mitroglou) e Samaras. Técnico: Fernando Santos

Leia tudo sobre: ColômbiaGréciaMineirãoCopa do Mundo