Gerard Piqué não crê em crise no estilo de jogo da Espanha

Para zagueiro, estilo espanhol deve ser mantido para levar a Fúria a mais um título da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Jogadores comemoram gol de pênalti marcado por Xabi Alonso
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Jogadores comemoram gol de pênalti marcado por Xabi Alonso

Salvador (BA). A Espanha começou o duelo contra a Holanda com o seu já conhecido estilo de jogo de toque de bola e paciência moldado, principalmente, pelos jogadores formados no Barcelona. O tiki-taka deu resultado após boa enfiada de Xavi para Diego Costa sofrer um pênalti e Xabi Alonso abrir o placar na cobrança do penal.

Contudo, bastou a Holanda se dominar a partida para este estilo espanhol ser novamente contestado – fato, inclusive, questionado ao técnico Vicente del Bosque antes mesmo do início da partida. Para o zagueiro Gerard Piqué, a forma de atuar da Fúria deve ser mantida, já que levou a equipe a conquistas europeias e ao título mundial.

“Não creio que estamos em uma crise no nosso estilo de jogo. Ainda somos os mesmos. Não saiu nada de bom em 45 minutos e a imagem que ficou não foi nada boa, mas temos uma equipe com experiência suficiente para conseguirmos nos levantar”, disse Piqué, que ficou preocupado realmente com a imagem deixada pelo time ibérico.

“Eles foram superiores e nós deixamos uma imagem muito ruim. O mais preocupante foi isto, a nossa imagem que ficou”, completou.

A reação da Espanha terá de ser iniciada já nesta quarta-feira contra o Chile. A partida está marcada para começar às 16h no Maracanã.

Leia tudo sobre: espanhaholandaCopa do Mundopiquetiki-taka