Piqué lembra poder de reação espanhol: “Em 2010 foi a mesma coisa”

Na África do Sul, a Fúria iniciou a sua caminhada de campeão com uma derrota para a Suíça por 1 a 0

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Espanha abre o placar na Arena Fonte Nova com gol de Xabi Alonso
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Espanha abre o placar na Arena Fonte Nova com gol de Xabi Alonso

Salvador (BA). Para tentar recuperar-se da vexatória derrota na estreia para a Holanda por 5 a 1, o zagueiro Gerard Piqué voltou quatro anos no passado para buscar a necessária força de reação para a equipe da Espanha. O defensor lembrou que, em 2010, a caminhada campeã iniciou-se com uma queda no primeiro passo, mas o troféu da Copa do Mundo acabou nas mãos do capitão Iker Casillas dias depois.

No Mundial da África do Sul, a Espanha estreou com uma derrota por 1 a 0 para a retrancada Suíça e a Fúria teve de vencer Honduras e Chile para conseguir ainda a primeira colocação do grupo H. Para Piqué, a Espanha tem de colocar na cabeça que isto pode ser feito novamente e tem de começar a mostrar esse poder de reação logo nesta quarta-feira, contra o Chile, no Maracanã.

“Foi duro quando eles (Holanda) fizeram um gol antes do intervalo. Nossa equipe ficou quebrada. No segundo tempo eles tiveram muitas chances e nós cometemos muitos erros. Contra o Chile temos a última chance. Em 2010, a situação era a mesma, parecida, e fomos campeões. Temos de nos levantar”, disse Piqué na zona mista da Arena Fonte Nova, em Salvador.

O zagueiro espanhol aprovou o início de partida contra os holandeses, mas deixou claro que a Fúria acusou o golpe no segundo tempo e apenas pensava no fim da partida.

“Creio que com um 1 a 0 estávamos caminhando bem na partida. E no 1 a 1 ainda estava bom. Mas depois não fomos bem. Eles tiveram bola na trave, fizeram a virada e a partir daí conseguiram ir bem para ganhar”, finalizou.

A decisão contra o Chile terá início às 16h desta quarta-feira, no Maracanã.

Leia tudo sobre: espanhaCopa do Mundoholandapique2010reacao