Chile vence na estreia e ‘decide’ vaga com Espanha

iG Minas Gerais | Da Redação |

Valdivia (dir.) marcou o segundo gol do Chile, que tem muitas chances de cruzar com o Brasil nas oitavas de final
FRANK AUGSTEIN/ASSOCIATED PRESS
Valdivia (dir.) marcou o segundo gol do Chile, que tem muitas chances de cruzar com o Brasil nas oitavas de final

O Chile pensou que tinha resolvido seu jogo de estreia na Copa nos primeiros 15 minutos da partida dessa sexta, em Cuiabá, contra a Austrália, e razões para isso havia. Fez dois gols, aos 11 e aos 13 min, com Sanchez e Valdivia, respectivamente, com extrema facilidade, e começou a administrar o duelo, que ia bem para os sul-americanos até os 34 min, quando o experiente Cahill, de cabeça, diminuiu depois de um erro na saída de bola da defesa chilena. No final do jogo, o Chile fez 3 a 1, com Beausejour, e triunfou.

Mas o duelo, que estava fácil para La Roja, foi para o intervalo com a Austrália acreditando que podia reverter o favoritismo do adversário, ainda mais depois de um fim de primeiro tempo com outras duas chances de gol para a equipe da Oceania.

Como não poderia deixar de ser, a etapa complementar foi muito mais equilibrada, com os australianos jogando quase de igual para igual com os chilenos.

O embate ficou muito mais aberto, com o ataque do Chile tendo uma bola tirada em cima da linha do gol australiano, na melhor chance do segundo tempo, e que poderia ter matado o jogo, que foi emocionante e esteve aberto até o fim.

Agora, Espanha – massacrada nessa sexta pela Holanda – e Chile fazem um jogo decisivo pelo segundo lugar do grupo, que vai cruzar com o primeiro da chave do Brasil, que deve ser o líder.

Na quarta-feira, no Rio de Janeiro, as duas seleções se enfrentam e, quem vencer, dá um passo quase definitivo rumo às oitavas de final, já que Espanha e Holanda devem vencer a Austrália, mesmo que a atual campeã chegue na última rodada com chances remotas caso seja batida pelo Chile.

“A vitória foi para todas as pessoas que vieram de muito longe para nos apoiar”, disse o meia Valdivia, que joga no Palmeiras. “Era importante começar ganhando. Não importa o rival que virá”, completou.

A partida dessa sexta serviu para confirmar o bom futebol apresentado até aqui na Copa, com jogos abertos e times procurando o ataque durante 90 minutos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave