Atacante da Costa Rica diz que gramado do Castelão é muito duro

Marco Ureña afirmou que a grama está bonita, mas não estaria nas melhores condições para o duelo contra o Uruguai pelo Grupo D

iG Minas Gerais | Folhapress |

FORTALEZA, CE - Após o treino de reconhecimento de gramado realizado nesta sexta-feira (13) no Castelão, o atacante costa-riquenho Marco Ureña, 24, criticou a condição do gramado do estádio cearense.

"Achei a grama um pouco dura. Está bonita, mas dura. Precisava regar mais um pouquinho", disse. A Costa Rica enfrenta o Uruguai neste sábado (7), pelo Grupo D.

Ureña, que defende o time do Kubán Krasnodar (da Rússia), disse que não tem qualquer sentimento de vingança neste confronto contra os uruguaios -em 2006, na repescagem da Copa da Alemanha, os sul-americanos eliminaram a Costa Rica e garantiram vaga no torneio.

"Para nós é um jogo que vale três pontos e vamos buscar a vitória. Estes outros fatores não entram em campo. Vamos focar apenas em fazer uma boa estreia", disse.

O técnico costa-riquenho José Luis Pinto, 61, aproveitou sua entrevista coletiva para ironizar o treinador uruguaio Óscar Tabárez. Mais cedo, Tabárez havia 'entregado' diante dos jornalistas a escalação que colocará em campo na estreia do Mundial -revelou até que pretende poupar Luis Suárez e formar o ataque com Cavani e Forlán.

"Agradeço ao professor por ter me dado a escalação de presente. Nos vemos amanhã", disse Luis Pinto, que completará neste sábado sua centésima partida à frente do time da América Central.

Leia tudo sobre: UruguaiCosta RicaCopa do Mundo 2014gramadoCastelão