Servidores da saúde do Estado decidem suspender greve

Categoria ficou paralisada por 18 dias e deve se reunir com o secretário de Estado de Saúde na próxima segunda-feira para negociar a pauta de reivindicações

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Servidores de saúde de Minas Gerais decidiram suspender a greve da categoria nesta sexta-feira (13), após reunião de conciliação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). De acordo com o diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde/MG), Renato Barros, está marcada para o dia 16 de junho uma reunião com o secretário de Estado de Saúde, quando serão abertas as negociações.

“A esperança é que nessa reunião que o governo possa dar uma resposta concreta à pauta de reivindicações que está protocolada desde fevereiro deste ano”, afirmou Barros. Entre as principais reivindicações da categoria estão a redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais, sem redução de salário, e o reajuste salarial de, no mínimo, 15%.

Ainda segundo Barros, os servidores devem se reunir em assembleia no dia 25 de junho, para avaliar as propostas apresentadas pelo governo.

Liminar

No dia 10 de junho, a Justiça concedeu uma liminar determinando a escala mínima dos servidores estaduais da saúde, após o pedido feito pelo Estado e pela Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig).

Leia tudo sobre: saúdegrevesuspensa