Xabi Alonso simula marcas de chute violento sofrido na final de 2010

Jogador da Espanha foi atingido com violento golpe no peito pelo holandês De Jong, que levou apenas um cartão amarelo.

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Xabi com marcas de quem esteve em uma
Adidas/Divulgação
Xabi com marcas de quem esteve em uma "luta"

O jogo que coloca em campo a atual campeã e vice da Copa do Mundo em 2010 também marca o reencontro do espanhol Xabi Alonso com o holandês Nigel de Jong. Antes de entrar em campo, o craque da Fúria resolveu relembrar o primeiro encontro dos dois, apesar de não ter sido nada agradável. Em campanha da Adidas, o atleta aparece com o peitoral enfaixado e o rosto com marcas de quem acabou de sair de uma luta.

Na grande final, no dia 11 de julho de 2010, De Jong acertou um chute “certeiro” no peito atleta, num golpe semelhante a um de kong fu, como o próprio Xabi afirmou na época. O mais incrível é que o defensor da Laranja foi punido apenas com um cartão amarelo.

“Foi a entrada mais dura (que sofri) na minha vida. Ainda me dói o peito. Fiquei impressionado ao ver o lance na televisão. Foi quando percebi que tinha sido bem mais violento do que eu pensei em campo. Na hora, achei que algo tinha quebrado de tanta dor. Levei alguns dias para me recuperar. Não me deixou marcas porque foi muito frontal, muito direto”, explicou Alonso ao diário esportivo “Marca”.

Sem mostrar arrependimento, De Jong também afirmou ao jornal espanhol que não comenta sobre o assunto e reconhece superioridade dos adversários.

“Prefiro me calar e deixar meu futebol falar em campo. É o melhor que posso fazer. Foi uma das coisas que fui ensinado em casa. A segunda coisa é lutar sempre mais forte que o adversário. Não podemos esconder que a Espanha é melhor. Não é grave aceitar que temos de encontrar uma forma de vencê-los. É hora de jogar pela escola holandesa”, declarou.

O jogo, um dos mais esperados nesta primeira fase, acontece nesta tarde, às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador e é válida pelo grupo B.