PT tenta desconstruir críticas

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli / Guilherme Reis |

Sem mais direito a inserções no rádio e na televisão, o PT recorre à internet para divulgar seu pré-candidato, o ex-ministro do Desenvolvimento Fernando Pimentel, e rebater as acusações levadas ao ar pelo PSDB e seus aliados. Além da página oficial de Pimentel no Facebook, outras tentam desconstruir temas que atingem o petista e a presidente Dilma Rousseff (PT).  

Uma delas é a Minas sem Máscara, que tem usado o termo “PSDB mente para você” para tentar atribuir ao governo de Minas a responsabilidade pelo atraso nas obras de ampliação do metrô de Belo Horizonte e da reforma do Anel Rodoviário.

A página publicou um vídeo em que afirma que o Executivo estadual não consegue elaborar “um projetinho” para tirar as promessas do papel. Além das obras, as críticas são direcionadas ao aumento da criminalidade em Minas e à área da saúde, temas que devem ser destaque na campanha eleitoral deste ano.

Outra estratégia é acionar a Justiça para tentar tirar do ar conteúdos de aliados do PSDB sob o argumento da propaganda irregular. De acordo com o diretório estadual do PT, já são 11 as ações da Justiça favoráveis ao partido. Somente na última quarta-feira, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas (TRE-MG) decidiu suspender propaganda do PP e do PTB na TV e no rádio.

Por conta dos ataques de adversários, o diretório estadual do PT chamou de “partidos de aluguel” e “linha auxiliar dos tucanos”, o DEM, o PTB e o PSD, siglas que têm levado a público críticas a Pimentel e à presidente Dilma. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave