Partidos referendam nomes

Convenção tucana deve deixar em aberto o nome do candidato a vice para atrair partidos aliados

iG Minas Gerais | Raquel Gondim |

União. Convenção do PSDB mineiro na última terça-feira referendou pré-candidatura de Pimenta da Veiga ao Palácio Tiradentes
LEO LARA- psdb - Divulgação - 10.6.2014
União. Convenção do PSDB mineiro na última terça-feira referendou pré-candidatura de Pimenta da Veiga ao Palácio Tiradentes

O PSDB oficializa neste sábado, durante convenção nacional, em São Paulo, o senador Aécio Neves (PSDB) como candidato do partido à Presidência da República. O imbróglio em relação ao nome que irá compor a vaga de vice na chapa, porém, deverá ficar em aberto até o fim do mês, prazo final para a escolha.

A expectativa é que um tucano de São Paulo seja o escolhido. Até o momento, o mais cotado é o senador Aloysio Nunes Ferreira. Apesar disso, o PSDB continua a negociar o posto com siglas aliadas.

A definição sobre o vice é estratégica para os tucanos, que precisam atrair o maior número de partidos para aumentar o tempo de campanha no rádio e na televisão. Além disso, Aécio precisa ganhar força em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, para tentar se aproximar da presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). A necessidade de aumentar a adesão à sua candidatura em São Paulo é justamente o que explica a aparente preferência do PSDB por uma chapa puro-sangue.

No caso do PT, a chapa nacional já está completa, depois de o PMDB ter homologado novamente, nesta semana, o apoio à presidente Dilma e de ter oficializado o nome de Michel Temer (PMDB) mais uma vez na vice-presidência. A chapa petista será lançada após a tucana, no próximo dia 21, em Brasília.

Minas. Além da convenção nacional do PSDB, neste sábado partidos aliados ao PT farão suas convenções em Minas Gerais. É o caso do PMDB, PCdoB, PROS, PRB e do próprio PT.

Os encontros estaduais não devem trazer grandes surpresas para o cenário eleitoral em Minas Gerais. Com uma aliança composta por 20 partidos, Pimenta da Veiga (PSDB) terá à sua disposição em torno de oito minutos de campanha política. Já Fernando Pimentel, que tem o apoio de cinco partidos, ficará com cerca de seis minutos. A diferença entre os dois opositores não é tão grande, apesar de os aliados de Pimenta serem um número muito maior, devido à aliança dos petistas com os peemedebistas. Entre todos os partidos políticos brasileiros, o PMDB é o detentor do segundo maior tempo de rádio e TV, perdendo apenas para o próprio PT.

Na segunda-feira, durante convenção estadual do PSDB, a maioria das legendas que compõe a aliança com Pimenta da Veiga aderiu oficialmente à chapa composta por ele e pelo deputado estadual Dinis Pinheiro (PP).

Algumas parcerias, no entanto, continuam indefinidas. Esse é o caso, por exemplo, do PHS, que estuda lançar um nome próprio à disputa pelo Palácio Tiradentes. A convenção do partido está marcada para o próximo dia 29.

PDT

Convenção. A convenção do PDT ocorrerá nesta sexta, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O encontro deve selar o apoio do partido à candidatura do tucano Pimenta da Veiga

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave