“Prisão é ilegal”, diz advogado

iG Minas Gerais |

Rio de Janeiro. O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa foi transferido na manhã de ontem do Rio para Curitiba (PR). Ele chegou ao aeroporto Santos Dumont, no centro, com agentes da Polícia Federal do Rio. Costa embarcou em um voo acompanhado por agentes da PF do Paraná.  

O juiz responsável pela Operação Lava Jato decretou a prisão dele na quarta-feira sob a justificativa de que Costa controla US$ 23 milhões (R$ 51,3 milhões) em contas secretas na Suíça e que poderia fugir.

Costa já havia sido preso em março, sob acusação de tentar ocultar provas, mas foi solto 59 dias depois por uma liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavaski.

O advogado Nelio Machado, que defende Paulo Roberto Costa, disse que a prisão do ex-diretor da Petrobras “é absolutamente ilegal e totalmente desnecessária”, já que seu cliente vai responder a todas as demandas da Justiça e jamais cogitou fugir. Ele afirmou que vai recorrer, mas ainda estuda o instrumento legal que usará.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave