Protesto contra a Copa do Mundo reúne 300 pessoas em Paris

Manifestação aconteceu durante noventa minutos na rua da embaixada brasileira

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Com batucada e gritos de "não vai ter Copa", uma manifestação reuniu entre 200 e 300 pessoas a algumas dezenas de metros da embaixada do Brasil, em Paris. Além da crítica aos gastos bilionários com a realização do Mundial de futebol, os manifestantes gritaram palavras de ordem em solidariedade aos metroviários demitidos após a greve em São Paulo. "Da mesma forma que o Carnaval ajudou a greve dos garis no Rio, a proximidade da Copa tornou mais fortes as reivindicações dos metroviários de São Paulo. As demissões dos grevistas são escandalosas", disse a professora brasileira Daniela Cobet, militante do NPA (Novo Partido Anticapitalista da França). A maioria dos manifestantes era de ativistas franceses. O protesto reuniu sindicatos de esquerda, comunistas, grupos anarquistas, movimentos de luta por moradia e em prol dos direitos indígenas e ecologistas. "É um absurdo que um país que ainda tem tanta injustiça social gaste bilhões em um Mundial de futebol. Estamos aqui porque somos solidários ao que vem acontecendo no Brasil, com as pessoas que estão indignadas por não ter transporte, saúde e educação de qualidade." O protesto começou por volta das 18h na Cours Albert I, a rua da embaixada brasileira e durou cerca de noventa minutos. Sob forte aparato de segurança, o prédio da representação diplomática foi isolado pela polícia francesa.