Com jogadores em recuperação, França faz mistério para estreia

Médico da seleção deu entrevista coletiva nesta quinta-feira e não precisou sobre situação do capitão do time

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

undefined

Sem divulgar quem são os prováveis titulares e, até mesmo, a condição física de alguns jogadores, a estreia da seleção francesa na Copa do Mundo neste domingo (15), contra Honduras, será marcada por mistérios. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (12), Franck Le Gall, médico da seleção, não informou o estado de saúde do zagueiro Mamadou Sakho - capitão da seleção nos últimos amistosos -, que realizou um exame ressonância magnética após uma lesão no joelho direito. De acordo com Le Gall, a gravidade da lesão não pode ser divulgada, por "segredo médico". Sakho sofreu a lesão na terça-feira (10) durante o treino. Ele voltou a treinar nesta quarta-feira (11) e, segundo o médico, irá participar do treino fechado da tarde desta quinta-feira (12). Sobre o atacante Olivier Giroud, um dos principais nomes cotados para o time titular e que ficou de fora do treino de quarta, Le Gall disse que o jogador teve uma contratura e, por isso, precisou ser poupado. Giroud fez um trabalho de musculação e fisioterapia, e participará normalmente do treino desta quinta-feira (12), disse Le Gall. O zagueiro Laurent Koscielny, também poupado no último treino, está com uma tendinite, segundo o médico. Ele não informou mais detalhes e apenas disse que "até o final do campeonato" o jogador deve estar pronto. Na terça-feira (11), em entrevista coletiva, o técnico Didier Deschamps não revelou quem serão os titulares para a estreia, apesar de ter dito que a equipe a entrar em campo está "montada em sua cabeça". Mas fez diversos elogios aos atacantes Giroud e Karim Benzema, que devem atuar como dupla de ataque.