Falta de informação é crônica no ‘labirinto’ da Arena Fonte Nova

Estádio de Salvador irá receber o clássico entre Espanha e Holanda nesta sexta-feira

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA E THIAGO PRATA |

O primeiro jogo da Copa das Confederações na capital baiana será em 20 de junho, entre Nigéria e Uruguai.
LUCIO TAVORA/AGÊNCIA A TARDE/ESTADÃO CONTEÚDO - 28.3.013
O primeiro jogo da Copa das Confederações na capital baiana será em 20 de junho, entre Nigéria e Uruguai.

Um dia antes de ‘estrear’ na Copa do Mundo com o clássico entre Espanha e Holanda, a Arena Fonte ainda sofre com a falta de informações internamente, pelo menos, para direcionar os jornalistas que trabalham na cobertura das duas seleções europeias nos dias de treinos e coletivas no estádio de Salvador.

A reportagem de O TEMPO deixou a coletiva de imprensa da Espanha – após ouvir Casillas, Xavi e Del Bosque – e buscou informações para o centro de mídia do local. As dezenas de voluntários presentes no estádio desconhecem alguns detalhes básicos do estádio – claro que há exceções – e levam alguns jornalistas a, inclusive, lugares restritos para a imprensa.

Um representante da Fifa foi acionado pela reportagem e, depois de algumas perguntas, lamentou o fato e buscou a informação correta com um sorriso amarelo no rosto.

Outros erros. Na sala de coletiva de imprensa disponibilizada para os espanhóis discursarem, o wifi disponibilizado sofre algumas falhas pontuais, sendo necessário o uso de modem.

Outro fator que foi alvo da reclamação da imprensa internacional foi o falho tradutor simultâneo, que impossibilitou, por exemplo, alguns jornalistas ouvirem a resposta de Vicente Del Bosque sobre a ida de Cesc Fàbregas para o Chelsea – ele disse que especulações são normais nesta época do ano e a Espanha irá tentar não ser atingida por fatores extracampo.

 

Leia tudo sobre: fifafonte novaCopa do Mundoespanhaholandaerrosfalhas