Cerimônia de abertura homenageou natureza e o povo brasileiro

Evento também não perdeu e oportunidade de prestar reverência ao futebol, responsável por unir milhares de pessoas de várias nações em um só lugar

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Cerimônia ainda contou com shows de Claudia Leite, Pitbull e J-Lo
JEFFERSON BERNARDES - VIPCOMM
Cerimônia ainda contou com shows de Claudia Leite, Pitbull e J-Lo

A cerimônia de abertura da Copa encantou o público que chegava aos poucos ao Itaquerão. A apresentação, que custou R$ 18 milhões, fez um tributo aos tesouros mais apreciados do país: a natureza, o povo e o futebol. A bola central de led, que trazia as mais diferentes imagens e cores, ditava o espetáculo. Ela deu as boas vindas em 32 idiomas. Todos os personagens cercavam a bola em movimentos coreográficos. A natureza foi representada pela araucária, a samambaia, a fúcsia, a bromélia, a vitória-régia, a água e os rios. A mistura do povo brasileiro ganhou elementos simbólicos, como o reco-reco, o afoxé e o berimbau, e danças típica, como a roda de samba, o frevo. Os gaúchos, baianos e capoeiristas também formaram o time. Paixão nacional, o futebol foi representado por 64 crianças e 40 homens-bola, realizando acrobacias, todos, dirigidos por crianças-árbitros. Quando a bandeira nacional entrou no estádio, o público entrou em êxtase. Era o primeiro olhar ao símbolo nacional.  Assim que a bandeira se encontrou com a bola, ela se abriu como uma pétala, trazendo, no primeiro momento, Claudia Leitte, cantando Aquarela do Brasil. Em seguida, a cantora brasileira ganhou a companhia de Jennifer Lopes e Pitbull, surgiram no palco para apresentar “We are one”, a música oficial da Copa do Mundo. Após o encerramento, o locutor do estádio pediu uma salva de palmas a quem ajudou os trabalhadores que ajudaram a fazer a Copa do Mundo. A cerimônia terminou em vaias para a presidente Dilma Rousseff.