Polícia Federal impede entrada de mais um argentino 'barra brava'

O nome dele consta na lista de 2.100 argentinos com histórico de violência em arquibancadas e arredores das arenas, que serão impedidos de entrar no Brasil durante o evento

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Mais um torcedor argentino com histórico de violência em estádios foi barrado de entrar no Brasil. Desta vez, foi a Polícia Federal do Rio Grande do Sul que informou, pelo Twitter, que abordou o 'barra brava' e barrou sua entrada.  

De acordo com a organização, o torcedor foi detido na cidade de Uruguaiana. 

O nome dele consta na lista de 2.100 "barra-bravas", argentinos com histórico de violência em arquibancadas e arredores das arenas, que serão impedidos de entrar no Brasil durante a Copa. Os que forem identificados em território nacional serão deportados sumariamente.

O Brasil promete mandar de volta aos países de origem torcedores estrangeiros inconvenientes. A PF solicitou listas de torcedores violentos a todos os países que disputarão a Copa -até agora, apenas a Argentina enviou informações. Inglaterra, Bélgica e Alemanha avisaram que não os deixarão sair de seus territórios.

Para ajudar a identificar criminosos de outros países, em especial dos que participam do Mundial, a PF conta com a ajuda de 205 policiais estrangeiros.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave