Protesto contra a Copa leva centenas de pessoas ao centro do Rio

O policiamento está reforçado com homens do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos, Batalhão de Choque e até do Batalhão de Operações Especiais; ato segue tranquilo

iG Minas Gerais | Da redação |

Centenas de manifestantes fazem neste momento uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro do Rio, em direção à Cinelândia. Um dos principais alvos do protesto é a Copa do Mundo, que começa nesta quinta-feira (12), em São Paulo.

O policiamento está reforçado com homens do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos, Batalhão de Choque e até do Batalhão de Operações Especiais. Entre os manifestantes, estão representantes de movimentos sociais, sindicatos, partidos políticos e cidadãos não identificados com qualquer movimento.

O clima é tranquilo na passeata, com pessoas levando cartazes como "Fifa go Home", "Copa para Quem?" e "Nossa Copa é na Rua". Alguns manifestantes recorreram ao bom humor e se fantasiaram. O protesto se concentrou na Candelária na manhã desta quinta e saiu por volta das 12h, fechando os dois sentidos da avenida que liga a Praça Mauá ao Aterro do Flamengo.

A atriz e produtora cultural Isabel Gomide vestia uma camisa com a estampa "Copa para quem?". "Estou na rua desde sempre, e o motivo pelo qual estou aqui hoje é que a gente não foi atendido nas manifestações do ano passado. Todos os governos e políticos estão ignorando a potência da voz das ruas. Quanto à Copa do Mundo, é inacreditável ter bilhões e bilhões gastos e a Fifa ter isenção de impostos", explicou.

Já a servidora Mariana Abreu disse que veio ao centro da cidade para fazer as vozes das ruas serem ouvidas. "Estou aqui contra a corrupção que houve na preparação para a Copa. Sabemos que não vamos conseguir parar a Copa do Mundo, mas pelo menos podemos dizer que estamos de olho. E que estamos acompanhando tudo de errado que foi feito durante a preparação da Copa", disse.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave