Conheça os óculos Morpheus, que 'levam' jogador para dentro do game

Em teste, jogador se torna um mergulhador cercado por tubarões; enário pode ser explorado em 360 graus com movimentos da cabeça

iG Minas Gerais | Da Redação |

Novidade pode revolucionar o mundo dos games
Sony/Dovulgação
Novidade pode revolucionar o mundo dos games

A edição 2014 da E3, feira de games que acontece em Los Angeles até quinta-feira (12), tem o foco total em games para a nova geração de consoles, mas uma das coisas mais legais disponíveis para teste é um periférico para PS4, o Morpheus.

O acessório é um óculos 3D de realidade aumentada, semelhante ao Rift (recentemente comprado pelo Facebook por US$ 3 bilhões). A intenção dele é levar uma experiência mais imersiva ao jogador.

O Morpheus ainda é um protótipo. Andrew House, presidente da SCEI (Sony Computer Entertainment), disse que a data de lançamento ou planos específicos para o dispositivo só serão anunciados em 2015.

Apesar do estágio inicial de desenvolvimento, o estande da Sony na E3 fez algumas  demonstrações técnicas de como o aparelho funcionará.  Na mais impressionante, o jogador é um mergulhador em um cercado dentro d'água que observa tubarões. O cenário pode ser explorado em 360 graus com movimentos da cabeça e na mão direita do personagem há uma arma que atira sinalizadores para assustar os bichos, ativados pelo controle DualShock 4.O dispositivo se encaixa ao redor dos olhos e veda a visualização de qualquer coisa que não seja o ambiente do jogo. As imagens em três dimensões e os fones de ouvido completam o aparato, que praticamente isolam o jogador do mundo.

O sobe e desce do elevador aquático chega a dar vertigem e alguns jogadores precisam segurar em algo para não perderem o equilíbrio quando os animais investem contra a grade. Observar um tubarão em uma tela 2D, por maior que seja, é uma coisa; enfrentá-lo frente a frente, em três dimensões, com todas as noções de escalas e proporções representadas, é outra bem diferente.

A tecnologia é bastante semelhante ao Rift, porém o Morpheus é um pouco mais confortável, já que algumas partes dos componentes ficam no topo da cabeça, o que diminui o peso do óculos sobre o rosto. O Morpheus não precisa ser limitado aos games. "Imagina esse cenário com imagens de uma cidade real para a realização de turismo virtual? Esse é apenas um exemplo", diz Andrew House.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave