População brasileira é vista como ‘revoltada’

iG Minas Gerais | Litza Mattos |

A engenheira Patrícia de Vasconcelos, 29, mora em Turim, na Itália, há quatro anos e disse que, no país, “a imagem que está sendo passada do Brasil é a de uma população revoltada, que quer ver seus direitos sendo defendidos”.  

Ela contou que tem acompanhado as informações da Copa pela internet, por mensagens de amigos e de parentes, mas não tem vontade de estar no país. “Acredito que as cidades que sediarão os jogos não estão preparadas para o movimento. Além disso, temo pelas manifestações que, no ano passado, tiveram episódios violentos”, diz a belo-horizontina.

No entanto, a engenheira acredita que os protestos são necessários para mostrar ao governo brasileiro a insatisfação da população. “É importante que nos ouçam, que saibam que não estamos satisfeitos com a situação do país”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave