Apesar do medo, clima é contagiante

iG Minas Gerais | Da redação |

Inicialmente deflagrados para contestar o aumento de R$ 0,20 nas passagens de ônibus, os protestos ocorridos no ano passado ganharam outras bandeiras, como a dos altos gastos públicos na preparação para o torneio. Se alguns imaginavam que neste ano os protestos seriam mais frequentes, isso não se concretizou na prática.  

Mesmo assim, enquete realizada pelo Portal O TEMPO mostra que o medo da violência na Copa ainda domina os brasileiros. Durante os últimos dois dias, 619 internautas responderam à pergunta “Você tem medo das manifestações durante a Copa?”. Desse total, 313 pessoas, ou 51%, disseram que sim. Outros 306 responderam que não, o que representa 49%.

Apesar do medo, a emoção de torcer pela seleção brasileira em casa foi tomando conta da população. O AirStrip investigou o discurso dos usuários de Facebook, Twitter e Instagram nos primeiros dez dias de junho e constatou que o uso da hashtag #VaiTerCopaSim (32,9 mil posts) ganhou mais destaque na internet no período, superando #NãoVaiTerCopa (19,8 mil). Dos internautas pesquisados, 7% são de Minas.

Pesquisa DataTempo feita entre os dias 23 e 27 de maio revelou que são contra os protestos 48,6% dos consultados. Outros 47,0% se disseram favoráveis. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave