TV Cultura celebra 25 anos

Emissora estatal paulista prepara uma seleção com as produções originais mais populares de sua história

iG Minas Gerais |

Clássico. Devido ao sucesso, “Castelo Rá-Tim-Bum” deu origem a outra série e a um longa-metragem
tv cultura / divulgação
Clássico. Devido ao sucesso, “Castelo Rá-Tim-Bum” deu origem a outra série e a um longa-metragem

SÃO PAULO. Para marcar seus 45 anos, a TV Cultura fez uma seleção das produções originais mais populares de sua história. O aniversário é comemorado nesta segunda-feira (16), mas a grande vedete será exibida apenas a partir do dia 30 de junho: o infantil “Castelo Rá-Tim-Bum”. 

O programa, que foi ao ar originalmente de 1994 a 1997, narrava as aventuras de Nino (Cássio Scapin), “jovem” aprendiz de feiticeiro de 300 anos que vivia com os tios num castelo e se divertia com os amigos Biba (Cinthya Raquel), Zeca (Freddy Allain) e Pedro (Luciano Amaral).

Mas a partir da 0h da segunda-feira a emissora faz um pot-pourri do que considera “o melhor do melhor”. Serão exibidos programas como “Fábrica do Som”, “Bambalalão” e “X-Tudo”, além de vinhetas comemorativas. Segundo a responsável pela programação, Rita Okamura, foram escolhidos os programas mais marcantes dentro de cada gênero. Os adultos serão exibidos na madrugada, e os infantis, durante o dia.

“Não podíamos mexer muito na grade fixa”, afirma. Entre os destaques, ela cita o “Bem Brasil”, musical realizado em parceria com o Sesc e apresentado por Wandi Doratiotto, e o teleteatro “A Ceia dos Cardeais”, de 1975, a primeira produção do gênero feita a cores pela emissora, dirigida por Nydia Licia e estrelada por Raul Cortez e Sergio Viotti.

Teledramaturgia. A exibição do teleteatro parece estratégica: ocorre no momento em que a TV Cultura resgata seu núcleo de teledramaturgia. De acordo com o presidente da emissora, Marcos Mendonça, um novo departamento já foi montado e é comandado pela dramaturga Analy Alvarez. O primeiro projeto a ir ao ar deve ser uma reedição do “Senta que Lá Vem Comédia”, que em 2005 exibiu peças de humor na TV.

“Não sabemos ainda se vai ao ar neste ano ou em 2015. A dramaturgia é muito cara, mas queremos trabalhá-la com muita intensidade”, diz Mendonça. A outra ideia, afirma, é produzir teleteatros.

Além da dramaturgia, Mendonça planeja lançar até o fim do ano um canal exclusivamente de música na TV paga para aproveitar o acervo da Cultura. Segundo ele, “há conversas iniciais” com as operadoras de televisão por assinatura, “que estão interessadas”, mas não há acordo fechado. “Temos sete ou oito programas de música por semana, além de um acervo fantástico. Podemos abastecer um canal semanalmente, algo que é muito difícil para alguém que ainda precisa produzir do zero”, afirma.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave