Soldados abandonam Exército

iG Minas Gerais |

BAGDÁ. Centenas de soldados iraquianos desertaram após os ataques e avanço dos militantes sunitas do Estado Islâmico do Iraque e da Síria (Isis) no norte e oeste do país. As tropas em fuga deixaram armas, veículos e até mesmo os uniformes para trás, permitindo aos insurgentes assumirem pelo menos cinco instalações do Exército e do aeroporto de Mossul. Em uma medida desesperada, os militares chegaram a bombardear suas próprias bases para evitar entregar mais armas para o inimigo.  

“Esta será uma batalha sem fim”, disse o soldado Bashar al-Halbousi, um dos desertores de seu batalhão. Antes mesmo de as tropas serem dissolvidas em Mossul, o Exército já estava perdendo cerca de 300 soldados por dia, entre deserções, mortos e feridos, de acordo com um analista de segurança que trabalha com o governo iraquiano e que pediu anonimato. Um ex-soldado, Mohamed, 24, contou que seus colegas começaram a abandonar as Forças Armadas meses atrás, quando as mortes começaram a aumentar. “Estou cansado. Todo mundo está cansado”, afirmou o soldado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave