Fiscais da Prefeitura de São Paulo iniciam greve na abertura da Copa

Prefeitura deverá ter dificuldades para coibir a ação de vendedores ambulantes e publicidade não regulamentada no entorno da Arena Corinthians, em Itaquera, e da Fan Fest, no vale do Anhangabaú

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Sindicato dos Agentes Vistores de São Paulo (Savim) anunciou que estará em greve nesta quinta-feira (12), data de abertura da Copa do Mundo.

Com isso, a Prefeitura de São Paulo deverá ter dificuldades para coibir a ação de vendedores ambulantes e publicidade não regulamentada no entorno da Arena Corinthians, em Itaquera, e da Fan Fest, no vale do Anhangabaú.

Segundo Maria Benedita Clarete Alves Fortunato, presidente do sindicato, uma reunião que ocorreu com a prefeitura na tarde desta quarta-feira (11) não houve acordo. "A prefeitura pediu para que tivéssemos consideração pela realização da abertura da Copa. Mas não fez nenhuma proposta, então não trabalharemos amanhã", disse ela.

Segundo o sindicato, há 406 fiscais na cidade. O salário base é de R$ 1.640, que chega a cerca de R$ 4.000 com a progressividade e outros benefícios. O último reajuste salarial teria sido concedido em 2007.

Cerca de 33 agentes vistores trabalhariam em regime especial durante a Copa. Até o início da noite desta quarta-feira, a prefeitura não soube informar qual a proposta feita ao sindicato e como contornará a falta dos servidores durante a Copa. Uma nova assembleia do sindicato deve ser feita no dia 18.

Leia tudo sobre: São Paulo