Torcida vai ao delírio com craques argentinos no gramado

Messi, Agüero e Di Maria tiveram seus nomes gritados pelos torcedores no Independência e retribuíram com gestos em direção às cadeiras do estádio. Atleticanos pediram Otamendi.

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro |

O treinamento da Argentina estava previsto para começar às 18h. Neste horário, o ônibus chegou ao estádio Independência com um forte esquema de segurança, tendo vários carros e motos da polícia fazendo a escolta. Tudo correu sem nenhum tipo de problema.

Porém, para ver os jogadores, a torcida presente à arena do Horto precisou esperar mais 15 minutos. Num primeiro alarme falso, todos foram ao delírio com a entrada de algumas pessoas, mas eram apenas funcionários da retaguarda da seleção hermana.

Quando finalmente os astros pisaram o gramado, houve uma explosão de gritos, aplausos e uma infinidade de flashes para registrar o momento em câmeras fotográficas. Messi, Agüero e Di Maria tiveram seus nomes gritados e retribuíram com gestos em direção à torcida.

Entre os brasileiros, os torcedores atleticanos eram a maioria, cantaram o hino do clube em alto e bom som e gritaram várias vezes o nome do zagueiro Otamendi, que defendeu o clube nos primeiros seis meses de 2014 e teve grande identificação com a Massa. Os gritos serviram como um protesto, já que o técnico Alejandro Sabella cortou o defensor da lista final.

Já os argentinos presentes no estádio cantavam suas tradicionais músicas enaltecendo a seleção e não tiveram um jogador como alvo dos gritos. Para eles, o time é a representação do país num todo, não apenas alguns craques.

Leia tudo sobre: Copa do MundoArgentinaIndependênciatreino