Em perfeita sintonia

Neymar e Felipão trocam gentilezas e sorrisos antes de estreia na Copa

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

São Paulo (SP) -  A primeira entrevista coletiva da seleção brasileira na Copa do Mundo revelou a cumplicidade entre Neymar e Felipão. Os dois foram os escolhidos para ir à sala de imprensa do Itaquerão e dar o recado para todo o país. "Chegou a hora", disse a dupla que trocou as expressões sérias e concentradas antes de uma partida tão importante por gentilezas e sorrisos.

Quando questionado sobre estar preparado para a estreia, a resposta de Felipão foi um simples "pronto". Na sequência, Neymar mostrou a sintonia com o chefe e também respondeu uma pergunta direcionada a ele com a simplicidade de um "pronto".

Em outro momento da coletiva, foi pedido a Neymar e Felipão que fizessem perguntas entre si. O camisa 10 da seleção brasileira não perdeu tempo e quis saber do comandante se estaria escalado para a partida desta quinta.

"Professor, vou jogar amanhã? Só para eu poder dormir tranquilo", brincou Neymar. Felipão pensou e disparou um "vou ter que pensar". Após os sorrisos, o treinador olhou para o camisa 10  e falou "durma tranquilo, você vai jogar sim".

Em troca do "alívio" ao saber que estava escalado, Neymar retribuiu de forma generosa.

"Eu já trabalhei com muitos técnicos e para mim é sempre uma honra estar com o Felipão. Agradeço a Deus por trabalhar com ele. Desde pequeno eu o acompanho no Palmeiras, na seleção, vi as coisas que ele fazia e faz. Levo comigo até hoje todos os ensinamentos que ele passa, e estou sempre tentando sugar o máximo da experiência que ele tem. Espero que possa puxar sempre este lado vencedor", disse.

Elogios rasgados que foram correspondidos pelo treinador com uma mensagem de tranquilidade.

"Eu espero que o Neymar seja mais um (no grupo). Tem pouco tempo que eu trabalho com ele, mas eu sei que ele está passando esta mensagem de coração. Jogando desta maneira, sendo o craque que é, tenho certeza que ele vai despontar", concluiu.

Leia tudo sobre: seleção brasileiraBrasilNeymarFelipãoScolariscolariLuiz Felipe Scolari