Gatas argentinas são fãs de Messi e de pão de queijo

Nascidas em Mendoza, na Argentina, amigas se conhecem desde os 5 anos de idade e estão curtindo a capital mineira enquanto a bola não rola para a disputa do Mundial

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro |

Entre tantos marmanjos presentes para acompanhar o treinamento da seleção argentina no Independência, foi impossível que duas amigas nascidas em terras hermanas não se destacassem. Manuela Geras e Victoria Bravo, que têm Mendoza como origem, não perderam a oportunidade de ver de perto os craques de seus país.

Victoria está em Belo Horizonte cursando Comunicação na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), enquanto Manuela faz direito na Argentina. Como se conhecem desde os 5 anos de idade, a Copa do Mundo no Brasil foi uma chance perfeita para um reencontro. “Estou muito feliz de poder ver os jogadores de perto. Acho que vou até chorar quando Messi, Agüero e os outros de perto”, disse Victoria.

Para Manuela seria um pouco mais fácil de acompanhar a seleção, não fosse o fato de haver poucos jogos dos bicampeões em Mendoza. Já para vir ao Brasil, foi preciso economizar. “Quando posso e tem jogos, eu vou. Estou trabalhando e juntando dinheiro há dois anos para conseguir acompanhar o Mundial no Brasil", contou a argentina.

Enquanto a bola não rola no Mundial, as duas aproveitam para curtir Belo Horizonte. Como já estava na capital, Victoria foi receber a amiga no aeroporto com um cartão de visitas pra lá de mineiro. “Ela levou pão de queijo para mim. Fiquei encantada”, disse Manuela, que conta com sua guia para conhecer melhor a cidade. “Fomos à praça da Liberdade ver o relógio da Copa, saímos para beber cerveja e vou leva-la para conhecer o Mercado Central.

A amizade só não tem total sintonia porque Victoria se declara torcedora do Cruzeiro por influência de amizades em BH e Manuela resolveu ficar com o Atlético por conta de Ronaldinho.

Leia tudo sobre: ArgentinagatasIndependênciaCopa do Mundo