Quadrilha "Comando da Vila Operária" é desmantelada pela polícia

Após seis meses de monitoramento das redes sociais dos membros da quadrilha, foi possível identificá-los e saber quais os delitos eram praticados pela organização criminosa

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Na manhã desta quarta-feira (11), 32 pessoas foram detidas em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Eles faziam parte da mesma organização criminosa que aterrorizava a cidade com roubos, homicídios e tráfico de drogas.

Após quase seis meses de investigações, segundo o delegado Thales Gontijo, um dos responsáveis pela ação, os suspeitos foram levantados por meio de suas redes sociais. Pelo monitoramento na internet, foi possível identificar os membros da quadrilha CVO (Comando da Vila Operária) e os delitos praticados.

Com os mandados em mãos, a polícia deu início a operação “Impacto Digital” nesta quarta e prendeu 23 pessoas, além de apreender 9 adolescentes com idades entre 15 e 17 anos.

As investigações geraram um inquérito policial de quatro volumes e mais de mil páginas. Além das prisões, a operação causou a apreensão de algumas porções de drogas como maconha, cocaína e crack, uma arma de fogo, uma espada ninja, um rádio comunicador, um notebook e alguns celulares.

As investigações foram coordenadas pelos delegados Thales Gontijo e Luiz Mauro Sampaio, por meio do Serviço de Inteligência da Polícia Civil em Patos de Minas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave