Aécio quer aposentar Dilma

Partido faz convenção para confirmar Pimenta da Veiga e Dinis Pinheiro na disputa em Minas Gerais

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda Larissa Arantes |

Emoção. Aécio falou do nascimento dos filhos prematuros e chegou a chorar
DENILTON DIAS / O TEMPO
Emoção. Aécio falou do nascimento dos filhos prematuros e chegou a chorar

Mais do que confirmar a chapa majoritária do PSDB e de partidos aliados nas eleições de outubro em Minas Gerais, a convenção estadual da legenda, realizada ontem, virou palanque para o senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB). Considerado a estrela do evento, o tucano focou seu discurso em ataques ao governo federal e sugeriu que a presidente Dilma Rousseff (PT) se afaste da vida pública.

“Não vou atacar a presidente, a boa educação mineira só me orienta recomendar à presidente uma bela aposentadoria pelos próximos quatro anos”.

Em reposta às declarações da petista, feitas ontem durante convenção nacional do PDT, falando em oportunismo da oposição, o senador mineiro garantiu que mostrará a verdade na disputa deste ano. “Invencível é a nossa coragem e determinação”.

Para Aécio, o maior exemplo da derrota do governo federal é, além das quedas nas pesquisas de intenção de voto, o resultado da convenção nacional do maior partido aliado do PT, o PMDB. “A presidente hoje deve dormir com uma enxaqueca porque ela sofreu uma fragorosa derrota na convenção do PMDB. Depois de tudo que foi feito, a oposição à aliança ainda ter mais de 40% dos votos é uma derrota fragorosa”, enfatizou.

Minas. As lideranças do PSDB adotaram o mesmo tom de discurso durante a convenção: ressaltaram a importância do resultado das urnas em Minas para a campanha do tucano. “Para Aécio ter uma caminhada tranquila, temos que dar a ele uma frente em Minas. Estaremos empenhados em levantar a bandeira e o nome de Minas”, destacou o ex-governador e pré-candidato ao Senado Antonio Anastasia (PSDB). Os tucanos calculam que uma frente de quatro milhões de votos para Aécio em relação a Dilma garantirá sucesso nas urnas.

“Minas não ficará indiferente. O país, dividido como está, precisa de um líder para desatar os nós. Com todos os mineiros unidos, haveremos de criar um novo tempo em nosso país”, avaliou o pré-candidato ao governo estadual Pimenta da Veiga, que, ontem, teve o nome confirmado pelo PSDB.

“Estamos a quatro meses de realizar um sonho que Minas não realiza há 60 anos: ter um mineiro na Presidência”, finalizou Aécio.

O pré-candidato ao governo de Minas pelo PSDB, Pimenta da Veiga, também fez duras críticas à presidente. “Ela passou quatro anos vindo muito pouco a Minas e, nos últimos tempos, resolveu aparecer, certamente preocupada com as pesquisas”, respondeu ao ser questionado sobre as possíveis consequências negativas das constantes visitas da petista ao Estado.

Frases

“A presidente sofreu uma fragorosa derrota na convenção do PMDB.”

“Não vou atacar a presidente. A boa educação mineira só me orienta recomendar à presidente uma bela aposentadoria pelos próximos quatro anos.”

“Não há marqueteiro que leve o PT à vitória.”

“O resultado deste governo é inflação e crescimento baixo. O governo do PT é a desesperança. E nós seremos o governo da esperança.”

Aécio Neves - presidenciável do PSDB

“Ela (Dilma) passou quatro anos indo muito pouco a Minas Gerais e resolveu aparecer, certamente preocupada com as pesquisas.”

Pimenta da Veiga - candidato do PSDB ao governo de Minas

PSB

Espera. A convenção do PSDB deixou em aberto as duas suplências da chapa ao Senado. É uma forma de atrair o PSB, que estuda ter candidatura própria ao governo de Minas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave