Deputado quer processar Dilzon

iG Minas Gerais |

Dilzon Melo avisou que vai responder hoje na Assembleia
[CREDITO]Pollyanna Maliniak/ALMG - 6.2.2014
Dilzon Melo avisou que vai responder hoje na Assembleia

O deputado federal Newton Cardoso (PMDB) voltou à tribuna da Câmara ontem para atacar o presidente estadual do PTB, Dilzon Melo. Dessa vez, o peemedebista afirmou que vai pedir a prisão preventiva de Dilzon, a quem acusou de formar quadrilha com outras sete pessoas para fraudar licitações em Minas. Newton ainda citou nove municípios do interior do Estado em que as fraudes teriam ocorrido. Para encerrar, o peemedebista afirmou que Dilzon poderia ser enquadrado nos crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de influência, corrupção e peculato. Na quarta-feira da semana passada, também usando a tribuna da Câmara, Newton Cardoso soltou a seguinte frase. “Você mexeu num vespeiro. Vou, a partir de agora, execrar sua vida pública, seu passado que lhe condena.” O deputado Dilzon Melo deve se manifestar hoje sobre as acusações do ex-governador, durante sessão na Assembleia de Minas. Ele adiantou que quer “manter a honra” após as declarações de Newton. “Não estou querendo arrumar polêmica. Vou falar para justificar as acusações que ele fez. Tudo o que disse são inverdades, e ele se ofendeu com uma coisa que era pública em Contagem”, diz. Propaganda. Dilzon Melo se refere ao churrasco de aniversário de Newton Cardoso, em seu sítio na cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, com a participação do pré-candidato ao governo de Minas pelo PT, Fernando Pimentel. O PTB levou ao ar, dias depois, um vídeo do churrasco em que Pimentel diz que vai “contar” com a ajuda de Newton. O vídeo questionava se era essa a aliança de que Minas precisava. A Justiça Eleitoral considerou a peça propaganda negativa ao petista, adversário de Pimenta da Veiga (PSDB), apoiado pelo PTB. (LP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave