Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Darley, contratado durante o Mineiro, ainda não foi utilizado por Moacir Júnior. Na Série B, nem no banco ficou. Embora Hugo e Glauco sejam promissores atletas em formação, Igor Ryan, de 21 anos, formado na base do Cruzeiro, foi o reserva de Matheus no início do Brasileirão. Goleiro é uma posição diferenciada não apenas pelo uniforme. O tempo para atingir o auge é bem maior do que o de um jogador de linha. Além disso, só treinar não basta. Ritmo de jogo é fundamental. O amadurecimento virá com a idade e grande sequência de jogos. Por mais potencial que tenha Igor Ryan, dificilmente será aproveitado antes do término do campeonato. João Ricardo também vai ser opção. São muitos goleiros para pouca utilização. A fim de compor o grupo, Hugo e Glauco deveriam ter continuado o essencial trabalho de transição entre o sub-20 e o profissional.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Os jogadores do Galo voltam aos treinos hoje à tarde, e, por enquanto, de novidade só mesmo a chegada do meia-atacante Maicosuel. Mas pode ser que outras boas notícias estejam pintando por aí. O presidente Alexandre Kalil está tentando uma prorrogação do empréstimo do zagueiro Otamendi, já que ele está com problemas para conseguir a dupla cidadania na Espanha, autorização que só deve sair em janeiro do ano que vem. Por isso ele pode adiar a sua ida para o Valencia, ficando no Galo até o fim do ano. Outra boa nova é que o atacante Jô pode não sair após a Copa do Mundo. O Borussia, possível destino de Jô, já contratou dois atacantes, e esse é um forte indício de que ele pode permanecer por aqui. Tudo está somente no campo das possibilidades, mas, se confirmadas essas expectativas, não vai ter pra ninguém, só vai dar Galo.

A voz Celeste

Desde que soubemos que a Copa do Mundo de 2014 seria no Brasil se passaram sete anos. Mas parece que foi ontem, e as seleções já estão batendo à nossa porta pedindo passagem. Amanhã Brasil e Croácia fazem o jogo de abertura, e começa a corrida de 32 seleções para o troféu mais cobiçado do mundo. Muitos brasileiros, pelos preços elevados dos ingressos, não vão poder ir aos estádios. Não sou contra a Copa, sou contra a forma como está sendo feita, sacrificando milhares de brasileiros e tirando o direito de outras centenas de milhares participarem. A pior notícia que tive nos últimos anos foi a de que as nossas autoridades isentaram a Fifa de todos os impostos, e a entidade vai colocar nos seus cofres todo o lucro, sem desconto de um centavo. Nós vamos pagar a conta, sendo que em nenhum outro país a Fifa conseguiu isenção total dos impostos. Esse é o Brasil!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave