Felipão simula retranca croata em último coletivo antes da estreia

Realizado na tarde desta terça (10), treino foi feito em campo reduzido para diminuir os espaços dos atacantes; equipe titular foi a mesma que venceu a Sérvia em amistoso

iG Minas Gerais | Folha Press |

Neymar teve menos espaço para criar jogadas ofensivas
Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Neymar teve menos espaço para criar jogadas ofensivas

Luiz Felipe Scolari simulou a retranca da Croácia no último coletivo antes da abertura da Copa. O treinador colocou na chuvosa tarde desta terça-feira (10) os titulares para treinar num campo reduzido. As balizas foram instaladas na entrada de cada uma das áreas do campo 2 da Granja Comary. A intenção de Felipão era dar menos espaços para os atacantes criarem as jogadas ofensivas. O técnico acredita que a a Croácia vai montar um forte retranca no Itaquerão, quinta-feira (12).

Em pouco mais de meia hora de treinamento, os titulares marcaram quatro gols (Neymar, dois, Oscar e Hulk). No meio do coletivo, Felipão fez duas mudanças. Ele colocou Ramires no lugar de Oscar. Depois, Bernard substituiu Hulk.

A equipe foi a mesma que venceu a Sérvia, por 1 a 0, sexta-feira (6), no Morumbi. O time foi escalado com Júlio César, Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar e Hulk; Neymar e Fred.

Nos minutos finais, Hulk pediu para deixar o treino. Até agora, o departamento médico da seleção não informou o motivo de o jogador do Zenit, da Rússia, ter saído do coletivo.

Comercial

Nesta terça-feira (10), a seleção voltou a ignorar os patrocinadores da Fifa. O time treino no campo secundário. Desde domingo, o campo principal foi cercado de placas de publicidade dos parceiros da entidade máxima do futebol. A maioria deles é concorrente dos patrocinadores da CBF. A seleção tem 14 parceiros comerciais e vai arrecadar mais de R$ 300 milhões no ano da Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: seleção brasileiratreinoGranja ComaryNeymartreinamento