Pupila em forma de fenda justificaria boa visão noturna de gatos

Membrana nos felinos consegue se dilatar mais do que em pupilas redondas, como a dos homens, possibilitando a entrada de mais luz em ambientes escuros

iG Minas Gerais | C. Claiborne Ray |

Reprodução

Que os gatos possuem uma visão noturna melhor que muitos outros animais está claro. A resposta para isso, porém, pode estar apenas no formato da pupila, que lembra um fenda (ao contrário de outros animais que as têm mais arredondas). 

"Existem vantagens significativas", garante o diretor médico do Animal Medical Center, em Nova York, Richard E. Goldstein. "Um gato consegue se adaptar rapidamente a diferentes condições de iluminação, controlar a quantidade de luz que chega ao olho e enxergar numa escuridão quase absoluta", explicou o especialista. "Além disso, o formato de fenda protege a sensível retina contra o excesso de luz", contou.

A pupila em fenda encontrada em animais noturnos também supostamente permite um controle mais eficaz da quantidade de luz que atinge a retina, em termos tanto de velocidade quanto de intensidade. "Um gato tem a capacidade de alterar essa intensidade de luz em até 135 vezes, frente a dez vezes nos seres humanos, com uma pupila circular", disse Goldstein.

O olho do gato possui uma córnea grande, permitindo mais luz no olho, e sua pupila consegue se dilatar mais do que a pupila redonda, possibilitando a entrada de mais luz em ambientes escuros.

Os gatos também possuem outras vantagens visuais, segundo Goldstein. Uma terceira pálpebra, entre as pálpebras comuns e a córnea, protege o globo ocular, além de uma glândula que produz maior quantidade de lágrimas.

Ainda, a localização dos olhos, voltados para a frente na parte frontal do crânio, dá aos gatos uma grande área de visão binocular, proporcionando percepção de profundidade e ajudando-os a capturar presas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave