Secretaria do Rio descarta epidemia de dengue na Copa

Fatores climáticos, como a queda das temperaturas e diminuição da pluviosidade, deverão ajudar na prevenção

iG Minas Gerais | Da redação |

Mosquito: números de 2014 refletem uma redução de 97% no número de casos em relação ao ano passado
Rick Owens/Associated press
Mosquito: números de 2014 refletem uma redução de 97% no número de casos em relação ao ano passado

São Paulo - A poucos dias do início da Copa do Mundo, o risco de transmissão da dengue – aliado a fatores climáticos, como a queda das temperaturas e diminuição da pluviosidade – será baixo no Estado do Rio de Janeiro, informa o a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro em seu portal.

Os números de 2014 refletem uma redução de 97% no número de casos em comparação ao que foi notificado no mesmo período do ano passado.

"Está descartada a chance de uma epidemia de dengue no Rio de Janeiro no período da Copa do Mundo, que acontece nos meses de junho e julho, período de baixa incidência da doença", disse Hellen Miyamoto, Subsecretaria de Vigilância em Saúde da secretaria.

Leia tudo sobre: ministério da saúdedenguemosquito