Mudança reduzirá a inadimplência

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

A mudança no percentual de entrada para o financiamento feito na opção pela tabela Price, que passou de 5% para 20%, tem pontos positivos e negativos na avaliação do presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH), Leandro Pacifico. “Um ponto negativo é a dificuldade de comprar um imóvel, já que a entrada deve ser maior. Agora, o lado positivo é reduzir a inadimplência. Aliás, acredito que a alteração no valor da entrada foi justamente por isso”, diz.  

Pacifico aconselha cautela antes de iniciar um financiamento imobiliário. “O ideal é fazer um planejamento antes para poder dar uma entrada maior e não comprometer mais de 20% da renda familiar com o financiamento.

Para o vice-presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi), Flávio Galizzi, o aumento no valor da entrada pode ser uma barreira para o comprador. “Normalmente, a pessoa que compra um imóvel, está casando, tem gastos, e não pode dar uma entrada maior”, diz. O especialista em direito imobiliário Kênio Pereira disse acreditar que a mudança terá impacto limitado. “Vai atingir basicamente o comprador que não pode dar uma entrada superior a 5%”, observa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave