Uruguaios iniciam saga e viajarão o Brasil de carro atrás da seleção

Torcedores da Celeste Olímpica esperam percorrer mais de 17 mil quilômetros durante a disputa da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

ESPORTES : TORCEDORES DA ARGENTINA E URUGUAIO NO AEROPORTO DE CONFINS
Na foto: Torcedores do Uruguai

Foto : Joao Godinho / O Tempo 09.06.2014
JOAO GODINHO / O TEMPO
ESPORTES : TORCEDORES DA ARGENTINA E URUGUAIO NO AEROPORTO DE CONFINS Na foto: Torcedores do Uruguai Foto : Joao Godinho / O Tempo 09.06.2014

Uma noite de segunda-feira com sotaque diferente no aeroporto de Confins. Torcedores uruguaios à espera da seleção celeste, que desembarcou em solo mineiro por volta das 18h, marcavam presença no saguão do terminal aeroviário mais importante de Minas Gerais.

Animados, os "vizinhos" sequer tiveram tempo de sentir o pesar pela falta de contato com os jogadores comandados por Oscar Tabárez, que desceram do avião e, pela pista mesmo, entraram no ônibus que rumou à Sete Lagoas, casa dos celestes durante a Copa do Mundo.

Contagiados pelo clima do Mundial, um grupo de cinco uruguaios viverá uma saga interessante nesta Copa do Mundo. E o primeiro capítulo da aventura começou a ser escrito no último sábado, quando deixaram Montevidéu de carro.

Depois de muitos quilômetros percorridos em dois dias, segundo um dos próprios viajantes, a primeira parada do grupo foi, justamente, na capital mineira.

"Viemos de carro de Montevidéu a Belo Horizonte. Foram cinco mil quilômetros rodados e ainda iremos até Fortaleza, depois voltaremos a São Paulo, e subiremos novamente até Natal, onde o Uruguai jogará na primeira fase", disse Ramon Patron, um dos líderes do grupo.

Nos cálculos de Patron, para acompanhar todos os três jogos iniciais da Celeste Olímpica, Costa Rica, no estádio Castelão, em Fortaleza, Inglaterra, em São Paulo, na Arena Itaquera, e Itália, na Arena das Dunas, em Natal, serão percorridos mais de nove mil quilômetros.

A aventura dos uruguaios, pela matemática de Patron, mesmo se os algozes do Brasil em 1950 forem eliminados precocemente, terá mais de 15 mil quilômetros percorridos.

“Inicialmente, só com os jogos da primeira fase, 9.500 quilômetros terão sido percorridos. Isso, sem contar com o retorno ao Uruguai. Podemos rodar, no mínimo, 17 mil quilômetros”, contabilizou,  falando da expectativa em superar essa marca.

"A expectativa é muito boa pela participação do Uruguai na Copa do Mundo. Espero que nós tenhamos sorte. A equipe foi muito bem montada, os jogadores são os melhores que temos. O grupo está bem entrosado e todos os uruguaios esperam que haja uma superação por parte dos atletas para que possamos seguir sonhando com a taça”

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave