Acusado de matar ex-prefeito de Mariana será julgado nesta terça

Processo foi desmembrado e os outros dois réus serão julgados em agosto; o crime ocorreu em 2008 por motivos políticos

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Um dos acusados de matar o ex-prefeito de Mariana, na região Central de Minas, Leonardo Stigert da Silva,26, será julgado nesta terça-feira (10) às 8h30 no 2º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette pelo juiz Glauco Eduardo Soares Fernandes. O ex-prefeito  João Ramos Filho, então com 78 anos, foi assassinado por três homens em maio de 2008. No entanto, o processo foi desmembrado na sessão que seria realizada no último dia 29.

O juiz optou pelo desmembramento alegando que havia complexidade em julgar os três acusados juntos e também porque o novo advogado constituído por um dos réus disse não ter tido tempo para estudar o caso e o defensor do outro acusado anexou um atestado de saúde dizendo que não tinha capacidade de participar do julgamento na data. O júri dos dois ficou previsto, então,  para o próximo dia 28 de agosto.

O ex-prefeito foi morto com quatro tiros, após ser abordado por dois homens em uma moto  em seu posto de gasolina na MG-262, que fica em um trecho que liga Mariana a Ponte Nova. O crime teria ocorrido por motivos políticos já que um dos réus tinha interesse em concorrer ao cargo de prefeito. O assassinato ocorreu durante os preparativos do pleito municipal de 2008, o que deixou a população da cidade indignada. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave