Reforços e possível permanência de Willian aumentam força ofensiva

Raposa tem oito atacantes de boa qualidade para disputar uma das vagas no concorrido ataque cruzeirense

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Júlio Baptista não comemorou gol que anotou diante do São Paulo, clube que o revelou para o futebol
Igor Coleho/Light Press/Textual
Júlio Baptista não comemorou gol que anotou diante do São Paulo, clube que o revelou para o futebol

O ataque do Cruzeiro, um dos melhores do Brasil em 2013 e em 2014, segue cada vez mais forte. Além de manter os principais nomes ofensivos para a atual temporada, a Raposa segue qualificando o seu elenco para tentar buscar o tetracampeonato brasileiro.

Após o anúncio da chegada dos atacantes Neílton, ex-Santos, e Marquinhos, ex-Vitória, e com a compra do atacante Willian – que foi anunciada pela imprensa ucraniana, mas que ainda não foi confirmada pelo clube estrelado–, o técnico Marcelo Oliveira contará com ótimas opções para seguir bombardeando os seus adversários e fazendo a alegria da nação estrelada.

Com os novos reforços, são oito nomes para o setor ofensivo: Júlio Baptista, Borges, Marcelo Moreno, Dagoberto, Willian e Luan, sem contar com Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marlone, que são meias ofensivos e também podem jogar no ataque. Como o treinador celeste adota o esquema 4-2-3-1, a concorrência por uma das vagas será bastante acirrada.

Porém, nada que preocupe o comandante estrelado, que sempre reforça a importância de se ter um elenco de qualidade semelhante para uma competição tão longa como o Brasileirão. Resultado disso foi a superioridade do Cruzeiro em campo durante a conquista do tricampeonato em 2013.

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaataqueofensivoreforcos