Assessor de Campos se afasta após mensagem ofensiva a Aécio

Jornalista justificou o deslize na própria rede social e disse que a mensagem deveria ter sido publicada "em um grupo fechado, de amigos", mas "acabou vazando"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Eduardo Campos declara não ter dúvidas de que a polarização entre PT e PSDB na política nacional será rompida
Agência Brasil
Eduardo Campos declara não ter dúvidas de que a polarização entre PT e PSDB na política nacional será rompida

Coordenador de redes sociais da pré-campanha de Eduardo Campos (PSB) à Presidência, Marco Bahé pediu afastamento do cargo neste domingo (8) após publicar em sua página de Facebook uma mensagem na qual relacionava o presidenciável tucano, Aécio Neves, ao uso de drogas.

"Vai ter coca, Aécio Neves", dizia o texto que foi apagado momentos depois da veiculação. O jornalista justificou o deslize na própria rede social e disse que a mensagem deveria ter sido publicada "em um grupo fechado, de amigos", mas "acabou vazando".

"Um post que deveria ter sido publicado num grupo privado, de amigos, aparentemente acabou vazando aqui. #vacilo #destavezfuieu #sorry", escreveu.

Com a repercussão negativa da publicação do texto, o agora ex-coordenador de redes sociais da pré-campanha de Campos voltou ao Facebook para escrever que pediu afastamento da equipe do socialista "há vários dias" -e não em razão da polêmica- para se dedicar à conclusão de sua dissertação de mestrado.

"Está havendo uma repercussão equivocada sobre um post privado meu no Facebook que, erroneamente, está sendo atribuído ao 'coordenador de mídias sociais da campanha de Eduardo Campos'. Para quem não sabe ainda, informo que pedi afastamento da equipe da campanha de Eduardo [Campos] há vários dias. Afastei-me por estar em fase final da conclusão de minha dissertação de mestrado. Toda e qualquer publicação em minhas redes sociais são (isso me parece óbvio) minhas. Abs.", concluiu Bahé.

A assessoria de imprensa do presidenciável pernambucano, porém, confirma que o pedido de afastamento de Bahé aconteceu no domingo (8), após o episódio.

Essa é a segunda vez que uma publicação em redes sociais causa desconforto na campanha do PSB. No mês passado, a equipe do ex-governador de Pernambuco publicou no Instagram uma foto de Campos dentro de um jatinho ao lado da mulher, Renata, e do filho mais novo, Miguel, no dia em que Recife enfrentava uma onda de violência gerada pela greve da Polícia Militar no Estado. A foto também foi removida momentos depois da publicação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave