Crianças de ONG cantam 'We are the champions' para ingleses

Seleção inglesa foi recebida por um grupo de crianças antes do treino no Rio de Janeiro

iG Minas Gerais | Folha Press |

Em seu primeiro treino no Brasil, os jogadores da seleção inglesa foram saudados por um grupo de crianças da ONG Bola Prá Frente que, batucando em galões de plástico, cantaram "We Are the Champions", o clássico do grupo de rock Queen.

A escolha musical causou risos entre os convidados ingleses que acompanhavam o treino, na manhã desta segunda (9) no Forte da Urca, zona sul do Rio. "Quem são os campeões, nós ou vocês?", divertia-se um jornalista da BBC que filmava a cena.

Ao lado das crianças, os jogadores ingleses levantaram uma faixa onde se lia "Obrigada, Brasil, pela recepção calorosa".

E quente também. Sob sol forte, com temperatura de 30º C, os atletas fizeram um treino físico e tático. Alguns, como a estrela do time, o atacante Wayne Rooney, 28, acrescentaram ao uniforme uma camisa de manga comprida por baixo da camisa de treino.

Goleiro reserva, Fraser Forster usava, além da manga comprida, uma espécie de legging sob a bermuda. Roy Hodgson, o treinador da seleção, tem demonstrado preocupação com as altas temperaturas em Manaus, onde os ingleses estreiam no sábado (14), em jogo contra a Itália.

Por isso eles vinham treinando em seu país com camadas extras de roupa. No Rio, no entanto, a preocupação pareceu exagerada. Hodgson corria o risco de ter atletas desidratados, em vez de bem preparados para o calor.

Em dez minutos, o grupo já parava para beber água, o queaconteceu com frequência durante a uma hora e cinco minutos de treino.

Chamado insistentemente pelos torcedores, grande parte deles ingleses e seus descendentes, convidados pelo consulado, Rooney não deu atenção para a plateia.

Já o capitão do time, Steven Gerrard, e o meio campista Jordan Henderson, 23, fizeram a alegria dos torcedores: aproximaram-se da grade que separava o público, distribuíram autógrafos e posaram para dezenas de fotos.

O meio-campista Alex Chamberlain, 20, que vem se recuperando de uma lesão na perna direita, treinou separado dos demais. Na lateral do campo, usando uma proteção especial na perna, ele dava piques acompanhado por um assistente técnico.

Leia tudo sobre: inglesescriançasseleção inglesaInglaterramúsicaRio de Janeirotreino