Taxistas vestem a camisa e enfeitam táxis para recepcionar turistas

Com os dizeres "bem-vindos ao nosso país" em inglês e espanhol, as camisas personalizadas serão usadas no Mundial para atender os turistas e torcer pela seleção

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Os taxistas vão mostrar a receptividade brasileira vestindo a camisa
Arquivo pessoal
Os taxistas vão mostrar a receptividade brasileira vestindo a camisa

Quem pegar os táxis com destino ou saída do Hotel Ibis Budget Minas Centro, na avenida Bias Fortes, região Centro-Sul de Belo Horizonte, durante a Copa do Mundo, não terá dúvidas de que será bem recebido. É que os 18 taxistas que fazem o atendimento ao hotel, e têm autorização para parar dentro do local, resolveram deixar bem claro a receptividade brasileira aos turistas.

Com autorização da BHTrans e apoio da concessionária Tutti Veículos, localizada ao lado do hotel, eles decidiram enfeitar os táxis com as cores do Brasil e criar camisetas personalizadas dando as boas vindas aos turistas, em inglês e espanhol. A iniciativa foi uma forma de mostrar que, apesar da onda de protestos e manifestações que podem causar temor aos estrangeiros, todos serão bem recebidos.

A ideia partiu do taxista Vair Dilson de Lima, 48, e logo foi comprada pelos colegas. “Eu tive a ideia de falar com o pessoal pra gente fazer essa camisa e usar durante o Mundial porque com esse clima de manifestação, muitos turistas podem estar com medo de vir ao Brasil. Por isso eu quis mostrar que vir aqui para a Copa também tem seu lado bom, não precisa ter medo. No nosso país é diferente e nós sabemos tratar bem os turistas”, explicou .

O taxista Ronaldo César da Silva, 56, que também já leva as cores do país no táxi e no corpo, acredita que a simbologia ao vestir a camisa com as cores do Brasil é um estímulo aos turistas de outras partes do país, a fazerem o mesmo. “Como não podemos utilizar nenhum tipo de camisa de time, pedimos a autorização para fazer essa camisa personalizada e nos diferenciar. Queremos dar as boas vindas aos turistas e achamos esta a melhor forma de fazer isso. Como uma marca de veículos colocou seus carros à disposição para os turistas no hotel, tentamos criar isso para também privilegiar o nosso serviço. Queremos incentivar os turistas que se hospedam no hotel, principalmente os do Brasil, a vestir a camisa e fortalecer a torcida”, contou.

Ainda segundo o taxista Vair, a ideia já deu resultados. “Recebi uns turistas da imprensa chilena no meu táxi e eles adoraram a camisa, e entenderam na hora por causa do escrito em espanhol. Eles acharam que iam encontrar o país em um clima tenso, de protesto, e encontraram, na verdade, foi a nossa receptividade. Eles tiraram até foto, ficaram muito satisfeitos”, disse.

Os próprios taxistas bancaram a decoração personalizada nos respectivos táxis e as camisas. Durante a Copa, Vair, Ronaldo e os outros 16 taxistas estarão de portas abertas para receber os turistas estrangeiros e brasileiros da melhor forma possível. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave