Morre polonês que era considerado o homem mais velho do mundo

Alguns dados afirmam que pelo menos 66 mulheres têm mais idade que Alexander; o Guinness indica que a japonesa Misao Okawa, de 116 anos, é a atual recordista

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Alexander Imich era químico e parapsicólogo. Ele herdou o título de mais velho do mundo em abril, depois da morte do italiano Roberto Licata
Reprodução/Guinness
Alexander Imich era químico e parapsicólogo. Ele herdou o título de mais velho do mundo em abril, depois da morte do italiano Roberto Licata

O homem que ficou conhecido por ser o mais velho do mundo morreu, neste domingo (8), em Manhattan, Nova York. O imigrante polonês Alexander Imich, de 111 anos, faleceu em sua própria residência, anunciou uma de suas netas, Karen Bogen.

Apesar de ser o homem mais velho do mundo que se tinha registro, alguns dados afirmam que pelo menos 66 mulheres têm mais idade que Alexander. O Guinness indica que a japonesa Misao Okawa, de 116 anos, é a pessoa mais idosa do mundo.

Alexander Imich era químico e parapsicólogo. Ele herdou o título de mais velho do mundo em abril, depois da morte do italiano Roberto Licata. 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave