Sem Vidal, Chile treina em dois períodos na Toca

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Corrida. Ontem pela manhã, apenas dez dos 23 jogadores da seleção chilena fizeram um treino físico e com bola em um dos campos da Toca da Raposa II
ANDRES PINA
Corrida. Ontem pela manhã, apenas dez dos 23 jogadores da seleção chilena fizeram um treino físico e com bola em um dos campos da Toca da Raposa II

O segundo treino do Chile em Belo Horizonte apresentou poucas novidades, mas com muita movimentação do lado de fora da Toca da Raposa II. Cerca de 100 jornalistas nacionais e estrangeiros se mobilizaram para acompanhar, de perto, as atividades de uma das candidatas à surpresas da Copa do Mundo. A primeira atividade de ‘La Roja’ na cidade aconteceu na última sexta-feira, em treino aberto ao público realizado no Sesc Venda Nova. Dentro de campo, a dúvida sobre o meio-campo Arturo Vidal, da Juventus, permanece, mas parece que não apresentará mudanças nos próximos dias. O jogador passou, recentemente, por uma cirurgia no joelho direito e ainda não treinou com bola desde que chegou a Belo Horizonte. Sua presença está praticamente descartada para a estreia chilena na Copa contra a Austrália, no dia 13, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

“Ele tem evoluído e mostra muita vontade de atuar. Sua importância para o grupo é muito grande e será muito bom tê-lo ao nosso lado”, destaca o lateral Jose Rojas, que joga na Universidad de Chile e pode aparecer no time titular de Jorge Sampaoli.

Ao lado do também lateral direito Fuenzalida, do Colo-Colo, Rojas concedeu entrevista coletiva após o treino da manhã de ontem. Os jornalistas tiveram acesso ao campo da Toca somente por dez minutos, para registrar imagens. Depois disso, todos tiveram que sair da Toca da Raposa e aguardar por cerca de 1h30 antes de retornar para as entrevistas da dupla chilena.

O que se pôde ver foram apenas 10 jogadores, sem a presença de Vidal, fazendo um trabalho leve de troca de passes e corrida. Do outro lado do campo, treinaram jogadores da seleção sub-20 do Chile, que também vieram com a delegação para auxiliar os mais velhos nos treinamentos. Esta é uma estratégia de Sampaoli que serve, inclusive, para motivar os mais novos, futuros atletas da seleção principal de seu país.

Na tarde de ontem, houve novo treinamento, fechado para a imprensa. Na manhã e tarde de hoje, o Chile volta a treinar na Toca da Raposa.

QUASE CERTO. A outra dúvida do técnico Jorge Sampaoli não deve comprometer a escalação na partida de estreia. O atacante Alexis Sanchez, do Barcelona, tem uma lesão no ombro, mas se recupera bem. No treino de sexta-feira, Sanchez treinou normalmente, mas usando uma proteção no local.

“Ele é um atleta de grande valia para o grupo” resume Rojas. Fuenzalida concorda e não crê que o atacante estará de fora. “Nos treinos, a gente nota seu bom humor e sua animação. Ele está focado e tem evoluído bem, respeitando o que sua contusão exige”, indica.

Olé na torcida Torcedores se aglomeraram na porta do CT Rei Pelé, do Santos, para acompanhar o treino da seleção mexicana na manhã de ontem, em Santos. A prefeitura da cidade distribuiu 500 ingressos para o treino. Mas o número de pessoas do lado de fora do CT era muito superior. Além do sol forte, tinha ainda uma feira livre, tradicional aos domingos na rua Rangel Pestana, onde fica o CT santista.

Protesto assusta Dezenas de japoneses, turistas e jornalistas ficaram sem entender nada ao serem surpreendidos por uma manifestação, em frente ao estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, onde o Japão fez ontem um treino aberto. O bordão “da Copa, da Copa, da Copa eu abro mão, queremos mais dinheiro para a saúde e educação”, entoado de megafones, podia ser ouvido do interior do estádio.

Corte na Nigéria A seleção da Nigéria anunciou ontem que o lateral-esquerdo Elderson Echiejile, do Monaco, da França, foi cortado do grupo por causa de uma contusão e não vai participar da Copa. Echiejile sofreu uma lesão muscular e vai precisar de ao menos três semanas para se recuperar.

J.Lo não vem mais A Fifa informou ontem que uma das intérpretes da música oficial da Copa, “We Are One (Ole Ola)", a cantora Jennifer Lopez, não irá mais participar da cerimônia de abertura da Copa, dia 12, no Itaquerão. A música será interpretada apenas por Pitbull e a cantora Claudia Leitte.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave