Inhotim movimenta hotelaria em Brumadinho e distritos

iG Minas Gerais |

Brumadinho, a 50 km de Belo Horizonte, espera lucrar com os jogos da Copa do Mundo na capital. De acordo com a secretária de Turismo e Cultura da cidade, Marta Gomes de Deus Boaventura, a rede hoteleira está preparada para receber os turistas brasileiros, além dos estrangeiros.  

“Acreditamos que o movimento aumente 42% por causa do Instituto Inhotim. Já temos notícia de que pousadas e hotéis da região estão recebendo muitos pedidos de reserva”, afirma a secretária.

É fato que há uma alta procura pela hospedagem na região. Não só estabelecimentos de Brumadinho estão lucrando com Inhotim. Pousadas e até hotéis-fazenda de Casa Branca, Piedade do Paraopeba e Encosta da Serra da Moeda também lucram com a atração. Porém, funcionários afirmam que o movimento não tem aumentado por causa da Copa do Mundo.

“Nossos fins de semana têm ficado tomados nesses últimos tempos. Mas acreditamos que seja em função das férias que foram adiantadas. A maior parte das reservas é de brasileiros. Por enquanto, não temos recebido demandas do exterior. Mas estamos preparados.”, revela a gerente do Estrada Real Palace Hotel, Amália Oliveira Gonsalez. O empreendimento, que fica a 4 km de Inhotim, é um dos mais novos de Brumadinho. “A nossa expectativa é de uma boa temporada”, afirma.

Junho também promete ser um bom mês para o hotel-fazenda Horizonte Belo. Segundo o gerente Marcos Mol, a demanda tem aumentado, mas não por causa do Mundial.

“A gente já espera um aumento no movimento. Por causa do friozinho e do recesso, muitos turistas aparecem. Relaxam e ainda aproveitam para ir a Inhotim. Na realidade, o instituto é que vem gerando esse aumento. Não tem nada a ver com a Copa. Pelo menos, não temos recebido pedidos que demonstrem isso”, conta o funcionário. O hotel-fazenda fica a 9 km do museu.

Visitação

Dia grátis. O Instituto Inhotim tem 110 hectares de área de visitação. O museu funciona de terça a domingo. Os ingressos variam entre R$ 20 e R$ 30. Na terça-feira, a entrada é franca.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave