Fãs podem levar pra casa “Verdade uma Ilusão”

Uma das turnês mais elogiadas da artista ganha registro em CD, DVD e blu-ray

iG Minas Gerais | Júlio Assis |

Cenário. Marisa gravou em dois shows no Rio de Janeiro, o DVD com forte presença das artes visuais
Catarina Henriques divulgacao
Cenário. Marisa gravou em dois shows no Rio de Janeiro, o DVD com forte presença das artes visuais

A turnê “Verdade uma Ilusão” é a de maior impacto visual da carreira de Marisa Monte, mas em momento algum esse diálogo da cantora e compositora com as artes plásticas se sobrepõe ao néctar da música soberana sedutora. Isso ficou evidente para quem assistiu ao show ao vivo e se repete agora no registro audiovisual em DVD e blu-ray, além de CD com o mesmo repertório, que Marisa acaba de lançar.

Gravado em duas noites de agosto do ano passado no espaço Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, o show agora documentado para os fãs apresenta 18 músicas da turnê realizada entre 2012 e 2013, que Marisa Monte preparou para colocar na estrada o CD “O que Você Quer Saber de Verdade”, de 2011. O repertório do show, porém, tem outra configuração em relação ao álbum, traz o melhor deste, revisita sucessos dela (como “Diariamente”, “Infinito Particular”, “Gentileza”, “Não Vá Embora”) e ainda traz como novidade a gravação de “E.C.T.”, composta por Nando Reis, Marisa e Carlinhos Brown, e que ficou famosa na voz potente de Cássia Eller.

Para realizar 120 shows em 20 cidades brasileiras (só em Belo Horizonte foram três passagens, uma de cinco dias no Palácio das Artes e outras duas no Chevrolet Hall) e 12 estrangeiras, com um público total de cerca de 420 mil pessoas, Marisa contou com um seleto time de nove músicos, com Dadi na dianteira (violões, guitarra e ukulele) e dentre eles o trio da banda Nação Zumbi: Pupillo (bateria), Lúcio Maia (guitarra) e Dengue (baixo). Há ainda participação especial do bandoneonista argentino Lautaro Greco no tango “Lencinho Querido” (El Panuelito). Nos arranjos coletivos (como informa o encarte), as cordas predominam no refinamento sonoro.

E na cenografia ela deu o toque especial dessa turnê com projeções de obras de arte contemporânea de 15 artistas, trabalho para o qual contou com a ajuda da curadora Luisa Duarte. O belo resultado visual, como a própria cantora disse anteriormente, “potencializa os sentidos das canções”.

Mas o diálogo de Marisa vai a outras artes. Ela abre o show recitando o poema “Blanco”, do mexicano Octavio Paz, na versão de Haroldo Campos, depois puxa os acordes para iniciar a faixa “O Que Você Quer Saber de Verdade” e daí em diante é dona do palco com seu canto aveludado para dramatizar o amor, o desamor, encontros e desencontros como ela faz de forma única; os movimentos característicos das mãos, braços, quadris, e baila com o pleno domínio de seu universo de interpretação. Esbanja sensualidade cantando em italiano em “Sono Come Tu Mi Vuoi”, coloca o público para bater palmas no acompanhamento de “E.C.T.” e em “Não Vá Embora”. Na gravação não há falas com a plateia, apenas a música, absoluta.

A direção do DVD é de Cláudio Torres, que esteve à frente de outros dois DVDs de Marisa e responde também pela direção cênica do show. “Verdade uma Ilusão” é o nono CD e o sexto DVD da artista, em 25 anos de carreira.

Como brindes, dois clipes nos extras, para as músicas “O Que Você Quer Saber de Verdade” e “Ainda Bem”, esta dançando com o lutador Anderson Silva.

Agenda

O QUÊ: “Verdade, uma Ilusão”, de Marisa Monte,gravadora Universal:

Quanto: CD, R$ 29,90; DVD, R$ 39,30; blu-ray, R$ 69,90

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave