Centro vai agilizar respostas

Essa é a promessa do novo Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (COP)

iG Minas Gerais | Joana Suarez |

Dilma disse que ficou “impressionada” com o centro de operações
DENILTON DIAS / O TEMPO
Dilma disse que ficou “impressionada” com o centro de operações

Respostas mais ágeis e eficientes dos problemas detectados na cidade. Essa é a promessa do novo Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (COP). Inaugurado neste domingo, o sistema será usado para garantir a segurança e a fluidez do trânsito durante o Mundial. Um painel de vídeo de 60 metros quadrados vai monitorar cerca de mil câmeras de TV distribuídas estrategicamente pela cidade. Por enquanto, serão usadas apenas as 79 que já existem na área central e nos principais corredores.  

Instalado no Buritis, região Oeste da capital, ao lado da sede da BHTrans, o COP vai integrar diversos órgãos municipais, estaduais e federais, como BHTrans, Defesa Civil, Guarda Municipal e polícias Federal e Militar. A ideia é monitorar áreas de risco e os principais serviços públicos como coleta de lixo, atendimento de ambulâncias e ações de fiscalização.

O controle por videomonitoramento permitirá alterar radares e semáforos em casos de transtornos. Cerca de 120 interseções semaforizadas nas principais vias serão controladas através de novos softwares. Os cidadãos serão informados através de painéis de mensagens. Atualmente, são 19 na cidade.

No COP, um mapa gráfico exibirá todas as ocorrências para verificar aquelas que demandam intervenções, como desvios, quedas de árvores e acidentes. O painel mostrará a localização dos agentes em campo e a posição das viaturas. Os agentes terão computadores de mão para receber e enviar informações detalhadas sobre as operações.

O COP custou R$ 31,6 milhões, sendo R$ 30 milhões financiados pelo governo federal. “Essa moderna e arrojada central vai trazer benefícios práticos, com órgãos agindo de forma integrada”, destacou o prefeito Marcio Lacerda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave