Foco total na interpretação

Lorena Comparato recorda o caminho árduo até garantir seu papel na série “Pé na Cova”, humorístico da Globo

iG Minas Gerais | belisa taam |

“A vida e os estudos não podem parar. É só não desistir, se for o que você deseja para sua vida profissional”
Pedro Paulo Figueiredo/CZN
“A vida e os estudos não podem parar. É só não desistir, se for o que você deseja para sua vida profissional”

Lorena Comparato sabe como driblar a concorrência no meio artístico – um dos mais concorridos do universo profissional, especialmente na televisão. Aos 24 anos, a intérprete da Abigail de “Pé na Cova” – humorístico da Globo comandado por Miguel Falabella – relembra os vários “nãos” que recebeu desde os 16, quando ainda tentava conquistar espaço em outras produções da Globo.

No entanto, a atriz classifica esse momento como determinante para enxergar a profissão com mais maturidade. “A vida e os estudos não podem parar. É só não desistir, se for o que você deseja”, filosofa ela, que tem grande notoriedade na sitcom como a esposa de Ruço, papel de Miguel Falabella. “Dublei a minha primeira cena, pois na hora falei baixo e nem percebi. O corpo sentiu o nervosismo de estar em um projeto desses”, recorda ela, que coleciona dicas da também atriz e irmã, Bianca Comparato, e de seu pai, o escritor Doc Comparato. “Nos apoiamos muito, até por compartilhar do mesmo meio. Quanto mais troca, melhor”, elogia.

Para a atual e terceira temporada, Lorena acrescentou novos estudos de composição ao papel. Nas cenas de agora, a personagem aparece como uma mulher de mais atitude, mas sem abandonar o jeito despachado e sensual que carrega desde as primeiras exibições, em 2013. “No início, Abigal era aquela menina órfã e hoje já é mãe. Tem toda uma evolução”, analisa a atriz. Preferências

Ator: Tony Ramos Atriz: Meryl Streep Vilão: Heath Ledger, como Coringa no filme “Batman – O Cavaleiro das Trevas” Com quem gostaria de fazer par romântico: Cauã Reymond Filme: “Closer – Perto Demais”, de Mike Nichols, de 2004 Livro: “Cem Anos de Solidão”, de Gabriel García Márquez. Autor: Monteiro Lobato Diretor: Woody Allen O que falta na TV: Programas que eduquem através da arte e não sirvam somente para entreter O que sobra na TV: Anúncios Com quem gostaria de contracenar: Tony Ramos

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave