Dilma chega a BH para a sétima visita do ano a MG

Petista vai à estação do BRT e inaugura Centro de Operações

iG Minas Gerais | RAQUEL GONDIM |

Segundo Dilma, recursos do Pronaf saltaram de R$ 2,3 bi, no ciclo produtivo de 2002/2003, para R$ 24 bilhões, no intervalo da safra 2014/2015
Igor Raskoff/Divulgação
Segundo Dilma, recursos do Pronaf saltaram de R$ 2,3 bi, no ciclo produtivo de 2002/2003, para R$ 24 bilhões, no intervalo da safra 2014/2015

Menos de dez dias após sua última visita a Belo Horizonte, a presidente Dilma Rousseff volta neste domingo (8) à cidade para participar da inauguração do Centro de Operações da Prefeitura (COP), no bairro Buritis. A petista também passará pela estação Mineirão do Move, na região da Pampulha, onde testará o novo meio de transporte público da capital ao lado do prefeito Marcio Lacerda (PSB).

Esta será a sétima vez que Dilma virá a Minas Gerais em 2014. Em sua última visita, no dia 30 de maio, a presidente esteve em Poços de Caldas, no Sul do Estado, e Belo Horizonte. Em Poços, a agenda contemplou a entrega de máquinas a 115 municípios mineiros. Já em Belo Horizonte, Dilma participou do lançamento da candidatura do ex-ministro Fernando Pimentel (PT) ao Palácio Tiradentes ao lado do ex-presidente Lula.

Neste domingo (8), durante a cerimônia de inauguração do COP, a petista anunciará a doação de 19 ambulâncias para a expansão do Samu de Minas Gerais. As doações para as cidades do Estado têm sido uma constante na agenda presidencial. Conforme mostrou O TEMPO nesta semana, o governo federal distribuiu, nos últimos três meses, uma média de oito máquinas por dia para as prefeituras do Estado que participam do PAC Equipamentos. Com a visita de hoje, Dilma alcança a marca de uma vinda a Minas a cada 22 dias.

A aproximação das eleições explica a atenção especial que Dilma tem dado ao reduto eleitoral do seu principal adversário, o senador Aécio Neves (PSDB). De acordo com a última pesquisa DataTempo, em Minas, o tucano está na dianteira pela disputa presidencial. A diferença entre ele e a petista é de 16 pontos percentuais.

Já em nível nacional, o último Datafolha divulgado na sexta-feira, mostra que, entre fevereiro e junho, a petista perdeu dez pontos percentuais. A queda de 44% para 34%, porém, não foi suficiente para Aécio e Eduardo Campos (PSB) abrirem vantagem. Os dois principais nomes da oposição mantiveram suas intenções de voto nos mesmos patamares dos últimos levantamentos.

COP

O Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte, que será inaugurado neste domingo com a presença da presidente, será usado para, segundo a prefeitura, garantir a segurança e a fluidez do trânsito durante e depois da Copa do Mundo. A expectativa é que posteriormente, o COP seja usado em outros monitoramentos, como prevenção de danos em decorrência de acidentes e da violência na capital.

O Centro de Operações está orçado em R$ 31,6 milhões, sendo R$ 30 milhões financiados pelo governo federal por meio do PAC Mobilidade. O edifício, localizado no bairro Buritis, abrigará todo o sistema de monitoramento da cidade. 

Leia tudo sobre: DILMABHBELO HORIZONTEVISITASÉTIMA VISITAPRESIDENTACENTRO DE OPERAÇÕESMOVE